Doria critica guru

O governador de SP, João Doria (PSDB-SP), diz que tem “bom diálogo” como presidente Jair Bolsonaro (PSL), mas criticou, em entrevista a Mônica Bergamo, iniciativas como a comemoração do golpe de 1964: “Não se pode apagar o passado”. Para ele, não é possível negar que houve ditadura. Doria também defendeu o vice-presidente, Hamilton Mourão, dos ataques de Olavo de Carvalho, guru do presidente, “alguém que nem sequer vive no Brasil e cuja opinião, para mim, não tem valor”.

Fechar Menu