Em solenidade realizada no Palace Casino, seguindo todos os procolos de saúde, a prefeitura de Poços de Caldas anunciou nesta quinta-feira (2) a vinda da empresa  Docol, fabricante de peças sanitárias, que nos próximos 5 anos vai investir R$300 milhões e gerar 500 empregos diretos e mais de 4 mil indiretos no município. “Nós já disputamos a liderança do mercado brasileiro de metais sanitários e temos certeza que vamos fazer o desenvolvimento desta indústria de maneira muito rápida e tranquila para estar gerando esses empregos e estar gerando um faturamento para a região que deve sim, no médio longo prazo, chegar a R$1 bilhão”, explicou Guilherme Fessel Bertani, diretor presidente da Docol.

Por meses a equipe da prefeitura, junto com o estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI) negociou a parceria e contrapartidas para que a Docol se instalasse na cidade. Alguns fatores foram determinantes, como explica o gerente de negócios do INDI, Renato Garcia de Andrade. “Poços de Caldas está à frente de muitos municípios de Minas e do Brasil. Isso porque a cidade tem uma rede de gás estruturada, e tem um item que é um gargalo no mundo dos negócios, que é a questão da concessionária de energia elétrica. O DME é realmente um diferencial e atrativo de Poços”.

O diretor presidente da Docol fez questão de levantar outros fatores que influenciaram na escolha de Poços. “A preocupação da prefeitura em estar desenvolvendo economicamente a cidade é um fator muito importante. A gente sabe que só existe justiça social onde há desenvolvimento econômico. E os outros fatores que nos atraíram foram os indicadores sociais da cidade, nível educacional, a infraestrutura, tudo isso, somou na hora da nossa decisão”, reforçou Guilherme Fessel Bertani.

Participaram do evento todo o secretariado, vereadores e empresários da cidade. O prefeito Sérgio Azevedo ressaltou que Poços dá um grande passo ao desenvolvimento econômico com a vinda da Docol. “Estamos felizes, é difícil atrair uma empresa deste porte, mas nós conseguimos com o trabalho e competência da nossa equipe e dos atrativos da cidade. Outras empresas virão, mas com certeza a Docol é um marco. Talvez a maior empresa que esteja se instalando no município nos últimos 40 anos, gerando um grande número de empregos e arrecadação de impostos que vai colocar a cidade em um outro patamar”.

Poços de Caldas encontra-se em plena expansão, o Parque Industrial já conta com 18 empresas instaladas e outras 20 estão em negociação. E em breve, outras 9, que estão em processo de implantação, irão começar a operar. Em agosto 6 delas anunciaram investimentos de R$ 40 milhões com a geração de 200 novos empregos. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho tem trabalhado na busca efetiva desses empresários. “Nosso objetivo é juntar as possibilidades de Poços, a qualidade de vida diferenciada, os bons indicadores, água e esgoto tratados, energia elétrica de qualidade, mão de obra qualificada, universidades, segurança e ir para o mercado apresentar isso. E como foi dito pelo diretor da empresa Docol,o Sr. Guilherme, porque não estar em Poços, depois de ver tudo isso? Estamos muito felizes. Poços será a cidade que mais vai gerar emprego nos próximos anos”, concluiu Thiago Mariano, secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho.