Portal de Notícias e Web Rádio 

A DME DISTRIBUIÇÃO S.A – DMED lança, em dezembro, sua nova conta de energia elétrica em um layout com mais clareza nas informações, o novo formato de fatura começará a chegar às residências dos consumidores a partir da próxima semana.

A conta de energia atende às regras estabelecidas pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) para as distribuidoras no país que utilizam a Nota Fiscal de Energia Elétrica Eletrônica (NF3e), o sistema é operado pela Secretaria de Estado de Fazenda (SEF/MG), e a partir de 1º de dezembro, o novo documento fiscal será obrigatório.

Sua entrega continua sendo feita nos mesmos formatos: impressa, por e-mail (para quem optou pela fatura digital) ou ainda por meio dos canais de atendimento da DME Distribuição, como o atendimento presencial, agência virtual, aplicativo e call center.

Na prática, o novo layout reforça a segurança para o cliente uma vez que a autenticidade da fatura poderá ser verificada online através de um QR Code. Isso garante a confiabilidade das informações e do documento entregue ao cliente, evitando fraudes.

Como vai ficar?

A primeira alteração será parte superior da fatura que apresentará os dados da DME Distribuição e a informação de que se trata de um DANFE – Documento Auxiliar da Nota Fiscal e não mais de uma Nota Fiscal/Conta Fiscal de Energia Elétrica. Os dados da Unidade Consumidora (UC) virão logo abaixo. Esse número não muda. Além disso, haverá um QR Code, também na parte de cima. Posicionando a câmera do telefone nele, o cliente vai ter acesso às informações fiscais, enviados diretamente da base de dados do governo do estado. Esse QR Code também serve para que o cliente verifique se a conta que está recebendo é verdadeira ao conferir os seus dados.

A nova conta dá mais facilidade ao cliente na busca de suas informações, incluindo campos exclusivos e gráficos. O objetivo da DME DISTRIBUIÇÃO, além de atender a legislação, é esclarecer, com uma fatura mais detalhada, todas as dúvidas necessárias sobre consumo de energia, uso do sistema elétrico e impostos incluídos, além de adequar o formato às regras da nota fiscal eletrônica.