De acordo com dados da Agência Nacional de Saneamento e Recursos Hídricos (ANA), a Bacia do Paraná, que compreende também o sul de Minas Gerais, passa por uma das piores estiagens nos últimos 91 anos. Pelo menos 53 municípios de cinco Estados já estão com o racionamento e, na lista de cidades com rodízio no abastecimento aparecem até grandes centros urbanos, como Curitiba e região metropolitana.

Em Poços de Caldas, o Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE) realizou, nos últimos dois anos, várias ações preventivas de melhoria na infraestrutura do Sistema de abastecimento, o que fez com que a cidade não enfrentasse, até o momento, maiores problemas como o que vem ocorrendo em muitas cidades brasileiras.

Poços é considerada uma cidade atípica por estar a 1.400 metros do nível do mar e, por isso, tem uma topologia totalmente desfavorável para água e esgoto, tornando o município dependente da precipitação pluviométrica (chuva).