O DMAE apresentou um relatório de atividades referente ao primeiro semestre deste ano.  Destacam-se a queda no índice de perda de água, antes em 44,5% e, após um conjunto de medidas, atualmente está em 34,5%, com a meta para chegar até 2024 em 28%, e outras iniciativas em andamento, como a ampliação dos setores de leitura por telemetria, e filiação do DMAE a uma agência reguladora aos moldes do DME à Aneel.

O balanço inclui também melhoria nos canais de atendimento ao consumidor, substituição e ampliação de redes e ramais de água e esgoto por toda a cidade e quantidade de demais atividades rotineiras.

Há ainda ações internas, como a implantação de Novo Plano de Cargos e Salários, encaminhado para aprovação na Câmara Municipal, e também de investimentos em qualificação técnica dos servidores e rastreamento de toda a frota.

Para compor o relatório, o diretor do departamento de água e esgoto, Paulo César Silva, solicitou a todos os setores da autarquia um resumo das principais ações desenvolvidas no primeiro semestre do ano, buscando atender solicitação feita pelo prefeito Sérgio Azevedo e, ao mesmo tempo, prestar contas à população. “Somos uma autarquia municipal que depende única e exclusivamente das contas pagas pela população e, por isso, é um direito do cidadão e um dever nosso, prestar contas de nossas ações, seguindo também o plano de governo traçado pelo prefeito”, disse.

“Não é tarefa fácil resumir todas as ações do DMAE por toda a cidade, não só relacionadas às necessidades de manutenção de redes, como de melhorias contínuas buscando acompanhar o desenvolvimento da cidade, resultado do trabalho diuturno dos mais de 400 servidores, nosso principal patrimônio. Isso sem mencionar muitos outros estudos que estão em andamento”, acrescentou.