Dever de casa…

Mesmo com todas as dificuldades financeiras agravadas pelo calote do ex-governador Pimentel e ainda com o governador Romeu Zema não cumprindo a promessa de colocar em dia os repasses constitucionais para as prefeituras, os professores da rede municipal tiveram depositado em conta, junto com o pagamento do mês de janeiro, metade do13.o salário referente a este ano.

A Prefeitura de Poços deve ser uma das poucas ou talvez a única do estado a pagar adiantado metade do décimo terceiro, enquanto outras ainda não pagaram nem o referente ao ano passado, assim como o próprio governo do estado que está dividindo em 11 parcelas o 13º de 2018.

Isso só foi possível graças a mão firme e decisiva do prefeito Sérgio Azevedo na contenção dos gastos. Mesmo diante da crise com a falta de dinheiro por conta do calote do governo estadual, o prefeito tem feito o dever de casa, sem atrasar um dia sequer o pagamento do funcionalismo.

É justo reconhecer que o prefeito deu azar, porque assumiu a prefeitura com dívidas e ainda está tendo que enfrentar o calote do governo estadual que se aproxima dos R$ 100 milhões, recurso que se não estivesse atrasado teria sido empregado em muitas obras e serviços programados pela administração.

Fechar Menu