Desemprego preocupa

A alta do desemprego está sendo um tormento para o governo. São só quatro meses completos de gestão, mas o presidente Jair Bolsonaro está preocupado com a lentidão do reaquecimento da economia. A ministros e interlocutores mais próximos, demonstra angústia com o crescimento das pessoas que não trabalham, nem estudam, os “nem-nem”. Por mais que desdenhe das pesquisas que apontam para o crescimento da rejeição ao governo – por considerá-las um recorte de momento –, o chefe do Executivo federal sabe que a retomada econômica é essencial para melhorar a popularidade, e pode ajudar a reverter a pressão do Congresso.

Fechar Menu