Democratas devem indicar o vice

Se a escolha dos candidatos para a sucessão municipal fosse definida hoje, não existe dúvida que o candidato a vice do prefeito Sérgio, para tentar de reeleição, seria seu líder na Câmara, Antonio Carlos Pereira.

O ex-presidente do legislativo sempre se portou como fiel aliado do chefe do executivo, inclusive aliviando a barra junto à oposição por conta do bom relacionamento que mantém com o vereador Paulo Tadeu.

Nos últimos dias o prefeito tem participado de atividades do governo ao lado do vereador e faz questão de visitar os bairros, onde mantém contato direto com os eleitores, levando Pereira a tiracolo.

A ligação dos Democratas com os tucanos é tanta que ontem, em São Paulo, o governador João Dória, ao participar da convenção municipal do partido, sugeriu que as lideranças das duas legendas iniciem uma conversa para fusão das legendas. Se a proposta prosperar até a eleição, Antonio Carlos pode até ser o indicado a prefeito pela nova legenda, resultado da fusão.

Dória propôs também que o PSD de Gilbert Kassab faça parte da fusão e neste caso, repassando o assunto para o nível local, o ex-deputado Geraldo Thadeu também entraria na nova legenda, reatando ligações partidárias com seu “padrinho” politico, Carlos Mosconi. Como em política tudo é possível…

A definição sobre candidaturas só vai acontecer no início do segundo semestre do ano que vem e até lá pode acontecer muita coisa, mas se fosse hoje, com certeza, o vice Flávio Faria seria descartado.

Até porque a Rede está com o seu futuro indefinido, enquanto que o DEM cresceu em nível federal, estadual e no municipal, com a troca de comando, está trabalhando em silêncio, conquistando novos filiados, boa parte com chance na disputa por vagas no legislativo.

Com chapa mais forte para a Câmara, será difícil ao prefeito não optar por um vice do Democratas.

Fechar Menu