Ao participar ontem do programa Boca Boa, da Master Web Rádio, Lucas Della Testa contou sobre sua demissão como gestor da unidade da AACD de Poços.  Segundo ele, desde que a AACD veio para Poços a tentativa era de trazer coisas novas, para que a unidade pudesse receber mais investimentos. “Durante esses sete anos ela foi superavitária, durante certo tempo a única unidade do Brasil que apresentava este tipo de resultado, mas sempre foi custeada pelo município. Em alguns momentos a AACD tinha balançado e conseguimos, com muito esforço e atuação da Câmara Municipal, aumentar o convênio em quase 50% de 2012 para 2013”, lembrou.

Segundo Lucas, como a AACD não iria mais investir e não tinha como o município aumentar o repasse de recurso, recorreu ao Ministério da Saúde, onde conseguiu aprovar um projeto de mais de R$ 800 mil, o que dobraria a capacidade de atendimento da instituição, que já chegou a atender 250 pacientes e hoje atende apenas 80. “Esse dinheiro já estava na conta, mas a matriz da AACD achou por bem que não queria executar o projeto e devolveu o recurso. Daí eu falei que tinha compromisso com quem é atendido aqui, com a população, com o povo de nossa cidade. Eu reuni o conselho e anunciei que não era interesse da AACD investir para que a unidade cresça. Com isto, eu estava assinando a minha carta de demissão e dois meses depois eu fui demitido”, contou.