Foi aprovado ontem o pedido de informações, de autoria dos vereadores Tiago Braz e Lucas Arruda, sobre as deliberações do Comitê Municipal Gestor Extraordinário do Plano de Contingenciamento em Saúde do Coronavírus. Ao justificar o pedido o vereador Tiago disse que se baseou nas últimas medidas de restrições de fechamento do comércio nos fins de semana, posteriormente a decisão de funcionamento por delivery, da suspensão do transporte coletivo, revogada após solicitação dos vereadores, permanecendo apenas o corte de algumas linhas.

“Não houve a mesma sensibilidade com o transporte coletivo o que gerou ônibus lotados e não se pensou nisso. Venho recebendo várias queixas desses altos e baixos dessas divulgações e depois revogações. A população gostaria de mais transparência e de entender quem é que toma estas decisões. Se é realmente o comitê, quem são os profissionais que fazem parte, de quais áreas e como é decidido o fechamento ou não. Eu acredito que não seja da gestão do comitê esta decisão de fechar ou abrir”, afirmou Tiago.