Delator diz que pagou propina para ministro

O ex-presidente da OAS afirmou em acordo de delação que pagou propina a Humberto Martins, ministro do Superior Tribunal de Justiça. O pagamento, de R$ 1 milhão, teria ajudado a empreiteira com recurso especial que tramitava na corte sobre obra da OAS na Bahia. Martins, atualmente c

orregedor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nega as acusações e qualquer envolvimento com a empresa.

Fechar Menu