O vereador DineyLenon respondeu que não retiraria o requerimento e que iria respeitar o voto políticos dos seus colegas. “É uma decisão política, eu ouvi com atenção o parecer jurídico que nos foi apresentado e me tocou muito uma parte em que se cogita que um requerimento pode constranger o executivo a responder o que poderia ser uma indicação”, afirmou. O oposicionista afirmou que tinha separado um requerimento aprovado por unanimidade, onde se perguntava a previsão de obras para que se chegasse a determinada região da cidade. Citou que outros requerimentos foram feitos neste mesmo sentido. “O ruim desta situação é que parece que a gente vai ter que fazer malabarismo com as palavras para obter uma resposta de uma indicação”, lamentou.