Decisão democrática

Pelo que explicou o vice-prefeito Flávio Faria, que responde pela Secretaria de Desenvolvimento e Trabalho no programa “Poços em debate”, se segunda-feira, os feirantes que estão reclamando porque tiveram o espaço reduzido das suas bancas nas feiras-livres, não tem razão de reclamar.

A decisão foi dos próprios feirantes através de votação e os feirantes com bancas maiores que o exigido pelo regulamento das feiras-livres, que data de 1976 (6 metros), ainda tiveram uma colher de chá porque o espaço tolerado será o dobro, ou seja, 12 metros, suficiente para expor suas mercadorias.

A tolerância não vale para os futuros feirantes que fizeram inscrição e estão aguardando aprovação para comercializar suas mercadorias nas feiras-livres.

Fechar Menu