De volta a prisão

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) decidiu, por unanimidade, que o ex-ministro petista José Dirceu deve voltar para a prisão. Dirceu foi condenado pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva ao receber R$ 2,1 milhões em propina da empresa Apolo Tubulars para garantir contratos com a Petrobras entre 2009 e 2012.

Segundo a defesa, o crime estaria prescrito, pois Dirceu já havia completado 70 anos quando foi condenado em primeira instância, mas o TRF-4 o sentenciou a 8 anos e 10 meses de prisão e expediu ofício para início imediato do cumprimento da pena.

Fechar Menu