De olho na licitação

Pelo que se ouve, a licitação para a concessão do serviço de transporte coletivo urbano que acontece este ano será acompanhada com lupa não só pelo Ministério Público, através do ilustre Promotor de Justiça, Sidney Boccia, mas também por quem faz oposição ao prefeito Sérgio Azevedo e que anda de olho na sua administração, aguardando apenas uma falha no processo para vincular seu governo aos interesses de terceiros.

Na entrevista dada ao programa “Poços em Debate”, o secretário Marcos Sansão, cuja secretaria é responsável pela elaboração do Plano de Mobilidade Urbana e terá papel importante na referida concorrência pública, disse que torce para que apareçam várias empresas para participar da concorrência pública, o que daria maior transparência a licitação.

Segundo declarações de empresários do ramo de transporte coletivo, este tipo de concessão já foi um bom negócio onde as empresas ganhavam muito dinheiro. Hoje em dia, dizem os empresários do ramo, não dá prejuízo, mas já não é o mesmo mar de rosas de antigamente.

Mesmo assim dá para calcular o valor de uma empresa detentora de um contrato próximo do seu encerramento e a mesma empresa, tendo em mãos o compromisso de continuar explorando o sistema por mais trinta anos. Muitos milhões estarão em jogo nesta que será a principal e a mais valiosa licitação das últimas décadas.

Fechar Menu