Curtas

* Na disputa pelo comando da Prefeitura desta vez temos dois servidores de carreira concorrendo, o atual prefeito, que tenta a reeleição e o seu vice, Flávio Faria, que deseja o lugar do prefeito. Na prefeitura, já tem apostas para saber qual dos dois será o mais votado entre os servidores. Flávio Faria já presidiu o sindicato da classe, o que pode lhe dar alguma vantagem, se bem que a prevalecer a escrita, a maioria dos servidores municipais sempre vota em candidatos de fora, sem vínculo com a administração.

* Novos tempos. Pela primeira vez, desde que a eleição para prefeito nas estâncias foi restabelecida (1985), dois tradicionais partidos políticos com história na cidade estão fora da disputa pela chefia do executivo. MDB e PT lançaram apenas candidatos a vereador. Sem cabeça de chapa, o PT corre risco de eleger apenas um vereador e o MDB ficar sem representação no legislativo. É o que dizem algumas lideranças analisando o quadro de momento.

* Já a Rede Suistentabilidade, que tem Flávio Faria candidato a prefeito, sem alarde, conseguiu formar uma boa chapa de candidatos a vereador e na opinião dessas mesmas lideranças, o partido reúne boa chance de aumentar sua bancada na Câmara conquistando no mínimo duas cadeiras.

* A julgar pelo discurso dos oito adversários do prefeito Sérgio, Poços realmente perdeu o protagonismo e andou para trás nos últimos anos. Todos eles falam em recuperar a cidade, retomar o desenvolvimento, voltar a crescer e por aí vai. O discurso é o mesmo.

* O professor e radialista Luiz Fernando Herculano, quetrabalhou em três rádios de Pouso Alegre, Varginha e Poços de Caldas, é o candidato a prefeito de Pouso Alegre pelo PT.  A convenção municipal, on-line, que foi realizada naquela cidade no sábado, também definiu a chapa de 12 candidatos a vereador.

* Sem dúvida, o DEM conseguiu reunir um grupo com excelentes candidatos à vereador A profa. Gláucia Boareto, que já foi vereadora e vice-prefeita na administração Paulinho Courominas está na lista das candidatas e pelo seu potencial, com chance muito boa de retornar ao legislativo. Pelos lados do PTB Luiz Carlos Pena e Silva (Lical) está confirmado como candidato, enquanto que Waldemar Lemes, presidente do MDB decidiu ficar fora da disputa.

* Durante as articulações de bastidores, Paulinho Molinari que esteve nas convenções do PSB e do Republicanos, intermediou conversas entre lideranças do PSB e do Republicanos na tentativa de formar uma chapa com os ex-prefeitos Geraldo Thadeu e Eloisio. O problema é que a direção nacional do PSB expediu documento para todos os diretórios da legenda proibindo qualquer composição para as eleições deste ano com partidos ligados ao bolsonarismo. O partido Republicanos, do bispo Edir Macedo é um dos principais aliados do presidente Bolsonaro.

Fechar Menu