* A Câmara Federal aprovou quarta-feira as alterações na lei de improbidade administrativa, flexibilizando as punições para agentes politicos que cometem crimes à frente dos cargos, principalmente governadores e prefeitos. O Novo foi o único partido cujos deputados com assento na casa votaram todos contrário as mudanças. Já o PT, que já se envolveu em inúmeras denúncias de corrupção, votou por unanimidade a favor das alterações. Seria interessante ouvir o que pensam da aprovação desses projetos os nobres vereadores Kleber Sillva, do Novo e Diney Lennon, do Partido dos Trabalhadores, um dos principais integrantes da CPI que apura pagamento de férias para os agentes politicos municipais. O Rede Suistentabilidade que tem apenas um deputado federal também votou favorável as mudanças.

* Sérgio Azevedo anunciou no início do segundo mandato que este ano seria o “ano do asfalto” e que o executivo iria investir pesado na recuperação da malha viária da área urbana, totalmente deteriorada. Parece que já começou a cumprir a promessa. Pelo menos os moradores da Vila Togni e do Campo das Antas não tem do que se queixar, as ruas dos dois bairros estão sendo recapeadas e a Vila Togni ainda ganhou uma nova iluminação implantada pelo DME que melhorou em muito a segurança nas ruas no período noturno.

* O secretário de serviços públicos, Antonio Donizete Albino já informou que a avenida João Pinheiro receberá um novo paisagismo, enquanto que o prefeito declarou que vai tentar, pela última vez, colocar o monotrilho em operação. Mas, cá prá nós, que coisa horrível aquela estrutura de concreto à vista. A melhor solução seria, realmente o desmanche, até porque o monotrilho quem está em construção desde os anos 70, hoje não é mais novidade no país e o nosso, mesmo que funcione, deixou de ser uma atração turística. Um novo paisagismo que conserve a estrutura em pé não vai resolver coisa alguma.

* O não funcionamento do Monotrilho sempre foi uma enorme frustração para os irmãos Juracy (que já não está entre nós) e Joel Junqueira. Durante a construção o empreendimento sofreu inúmeros boicotes por parte de alguns prefeitos e isso acabou por atrasar a obra que seria a concretização de mais um sonho dos irmãos, responsáveis também pela construção do Teleférico, uma das nossas maiores atrações, infelizmente também desativado e abandonado, sem nenhuma manutenção*