* Esta semana, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou a mudança da bandeira tarifária para “vermelha, patamar 2”. Com isso, a tarifa vai sofrer acréscimo de cerca de R$ 6 a cada 100 Kwh, já nas contas do mês que vem

* A IGAMING Brazil-Notícias & Negócios, destacou nesta semana, em sua página na internet, o pré-lançamento, no dia 1º de junho, do Cassino All Inclusive Resort, novo empreendimento da Nacional Inn Hotéis em Poços de Caldas. “Com o intuito principal de oportunizar uma estada e exclusiva aos visitantes, o Cassino All Inclusive Resort conta com uma proposta de resgate da ‘era de ouro’ dos cassinos na cidade de Poços de Caldas Assim, foi estabelecida uma estrutura que reproduz a atmosfera de um verdadeiro cassino.

* O Cassino é apenas uma parte de todos os atrativos que o Resort oferecerá a seus clientes, com atividades que preenchem cada momento com muita emoção, diversão e o sentimento de fazer parte de algo único! O empreendimento é mais um dos irmãos Waldir e Waldemar Miguel que já conta com outros seis hotéis na cidade, sendo a maior rede privada de hotéis do país, com mais de 60 unidades espalhadas por diversos estados desde a região norte até o sul.

* Nos próximos dias, lideranças nacionais do DEM, MDB, Solidariedade, Podemos, Novo e Partido Verde se reúnem para analisar o quadro político com vistas a eleição de 2022 e análise dos nomes que estarão em disputa como terceira via na polarização entre Lula e Bolsonaro. Estão na lista Henrique Mandetta, Eduardo Leite, Ciro Gomes, Tasso Jeiressati, João Dória e João Amoedo. Com esses nomes, Lula e Bolsonaro podem dormir tranquilos. Nenhum deles reúne a mínima condição de derrota-los.

* O risco de o município adotar as medidas mais restritivas recomendadas pelo governo do estado, por meio do programa Minas Consciente para a Região Sul, ainda não está afastado. Como os números de pacientes contaminados não para de crescer e a ocupação dos leitos para pacientes graves com a Covid estão com 100% de ocupação, o comitê que administra a pandemia pode sim, adotar as medidas que já estão em vigor em cidades menores da região.Até ontem, apenas duas, Itajubá e Três Corações, entre as maiores do sul de Minas tinham decidido seguir a recomendação do governo.