* Como dizia o ex-governador de Minas, Magalhães Pinto, “política é como nuvem. Você olha ela está de um jeito. Você olha de novo e ela já mudou”. Depois de ter sido recusado por vários partidos, finalmente o presidente Jair Bolsonaro decidiu seu futuro político, segundo informação do seu filho o senador Flávio Bolsonaro. O presidente vai se filiar no Patriota para disputar a reeleição em 2022, onde o filho Flávio assinou ontem ficha de filiação.

* Em Poços de Caldas, a legenda está ligada a vereadora Regina Cioffi (PP). O Patriota integrou inclusive a coligação que reelegeu o prefeito Sérgio Azevedo e tem na presidência da comissão provisória a assessora parlamentar da vereadora, Aline Pereira. O partido já pertenceu a Rovilson Pimentel (Conjiquinha), depois passou pelas mãos do coronel Frederico, quando ele deixou o partido Novo e acabou nas mãos da vereadora.

* Com a ida do presidente Bolsonaro e seus seguidores, a legenda se fortalece e com certeza deverá lançar candidatos a deputado federal e estadual em Minas, assim como candidato ao Senado e até mesmo ao Governo do Estado, caso Bolsonaro não faça a opção por um nome de outra legenda, como Romeu Zema, por exemplo, ou até mesmo o senador Carlos Viana, que vai deixar o PSD no próximo mês para ser candidato a governador.

* O secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, faz um apelo para que os mineiros que foram chamados a se vacinar procurem o posto de saúde para se imunizar contra a gripe. “É importante que a população entenda que a gripe também é uma doença que pode matar. Ela tem uma letalidade menor, mas pode ter gravidade e levar à morte. Então, a população tem que ir aos postos de saúde e tomar a vacina”, ressalta.

* Nos bastidores do governo municipal já se fala em dois nomes para a disputa de vagas na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa. O secretário de governo Celso Donato (PSDB) avalia a chance de se candidatar a deputado federal, enquanto que o vice-prefeito Júlio de Freitas (DEM) avalia a possibilidade de se lançar candidato a deputado estadual. Como as duas legendas integram o comando do executivo, existe a chance de caminharem juntas na eleição de deputado.

* E por falar no secretário de governo, numa reunião ontem à posta fechada no gabinete, quem esteve presente foi DemiltonVacarelli, assessor parlamentar e chefe do escritório de representação do deputado Mauro Tramonte. Os assuntos tratados não foram divulgados, mas há quem diga que a conversa foi muito cordial e contou, além do prefeito Sérgio Azevedo, com o secretário de governo Celso Donato e o secretário de comunicação Paulo Ney.