* O entra-e-sai na prefeitura durante o final de semana foi anormal e o andar de cima da casa amarela esteve movimentado com várias reuniões entre o comando do executivo e vereadores da base governista. Na pauta das conversas a busca de soluções para o subsídio ao transporte coletivo durante o quarto contrato emergencial, com duração de seis meses, além da Certidão Negativa de Débitos (CND), que o município está sem já fazem quase dois anos e principalmente, busca e recursos para a criação de um auxilio emergencial as famílias residentes em Poços que estão inscritas no Cadastro Único do Ministério da Cidadania.

* Nenhuma das fontes que estiveram nas reuniões quis confirmar a informação que chegou até o blog, mas, segundo consta, as 14,30 horas de hoje deve acontecer uma entrevista coletiva quando serão anunciados alguns projetos que foram levados até o prefeito pela bancada da situação, por meio do líder do governo, vereador Flávio Togni de Lima e Silva.

* A ideia seria aprovar o auxilio emergencial para as famílias carentes que estão em situação ainda mais crítica devido aos efeitos da pandemia, no valor de R$ 300 reais, como já fizeram prefeituras de algumas cidades, entre elas a do vizinho município de Caldas. Ao mesmo tempo deve ser anunciado oficialmente a redução no preço da tarifa do transporte público que já está em vigor, e caiu para R$ 4,00, e ainda uma fórmula legal para que o DME possa transferir recursos ao município além do limite que consta na lei (permitido pela lei das empresas de sociedade anônimas) para que o município possa colocar em dia a CND e com isso se candidatar a financiamentos tanto do governo federal como estadual.

* Os projetos serão todos de iniciativa do Poder Legislativo e segundo o que o blog conseguiu apurar, já contam com apoio de 10 vereadores, mais o presidente Marcelo Heitor. Pelo jeito será uma semana de muito movimento e novidades, não só na Câmara, como também no andar de cima da casa amarela.

* Sexta-feira, ao discursar no lançamento do projeto “Gerais + Minas”, um programa voltado para o turismo do Estado, sendo Poços de Caldas a cidade escolhida para o lançamento do programa, o prefeito Sérgio Azevedo fez um justo agradecimento ao governo de Romeu Zema pelo fato de Poços de Caldas, a mais bela e acolhedora estância turística do Estado, e a maior e mais importante cidade da região sul estar merecendo novamente a atenção do governo estadual, coisa que não acontecia faz muito tempo, em especial no governo do petista Fernando Pimentel, quando Poços foi ignorada durante todo o seu governo, até mesmo quando tinha no comando da prefeitura um companheiro de partido.

* O prefeito destacou a importância do programa que vai levar informações em áudio e vídeo das cidades do interior para todo o estado, por meio da Rede Minas e da Rádio Inconfidência, iniciativa cujo objetivo é fomentar o turismo. Estiveram presentes na solenidade a subsecretária de Turismo da Secult, Milena Pedrosa, o presidente da Empresa Mineira de Comunicação, Sérgio Rodrigo Reis, além do Secretário de Cultura e Turismo Leônidas Oliveira, que participou remotamente do evento de lançamento

* A fala do prefeito faz justiça ao fato de no atual governo a cidade ter recuperado sua importância, onde representantes do município desde o início da gestão Zema estão encontrando as portas abertas, tanto no primeiro como no segundo escalão, numa demonstração de que o Estado está voltando sua atenção novamente para a cidade, o que é muito bom.