* As 300 famílias do Condomínio Sonho Dourado I, que estão contando as horas para receber as chaves dos seus apartamentos, cuja entrega está atrasada há seis meses, terão que aguardar mais alguns dias antes de tomar posse daquilo que lhes pertence. Circulou ontem à noite a informação de que a solenidade para a entrega das chaves, que seriam entregues no próximo dia 21, foi adiada para o final do mês porque depende da agenda de uma autoridade do Ministério do Desenvolvimento (pode ser o ministro), que faz questão de estar presente à solenidade.

* O certo é que as famílias beneficiárias do condomínio não estão a fim de ouvir discursos de politicos e o que querem mesmo são as chaves das suas moradias próprias para sair do aluguel ou deixar de continuar morando de favor em casas de parentes. Aliás, pelas postagens no grupo de whatsapp das famílias, os políticos que comparecerem a solenidade correm sério risco de ouvir sonoras vaias, exceção, claro, daqueles que batalharam para que o problema que levou ao atraso fosse resolvido, ainda que em parte.

* O secretário de comunicação da Prefeitura, Paulo Ney, confirmou ontem que a administração municipal já tinha conhecimento da decisão do Ministério do Desenvolvimento sobre a entrega das chaves e só não divulgou antes atendendo a uma solicitação feita pela própria Caixa Federal, tendo em vista que a data ainda não estava definida porque dependia da agenda do representante do Ministério.

* O vereador pastor Wilson (DEM) apresentou e teve aprovada na Câmara uma Moção de Apelo ao Departamento Nacional de Infraestrutura em Transporte (DNIT), no sentido de que sejam realizadas obras para maior segurança na avenida Presidente Wenceslau Braz, na zona leste do município, onde já foram registrados inúmeros acidentes, dalguns com vítima fatal.

* Esta via de acesso ao Município e que é também uma rodovia federal, margeia diversos bairros da Zona Leste e tem tráfego intenso de pedestres e de veículos. Infelizmente, os acidentes com vítimas fatais são constantes no trecho, a exemplo do que aconteceu na semana passada.

* Ontem os vereadores Flávio Togni de Lima e Silva (PSDB), Douglas Dofu (DEM) e Kleber Silva (Novo), participaram, de uma reunião remota com representantes do DNIT ocasião em que reivindicaram passarela para travessia de pedestres, radares para fiscalização de velocidade e melhorias na sinalização.

* Qualquer cidadão que queira fazer uma denúncia envolvendo a pandemia da Covid-19 poderia utilizar o telefone 153 da guarda municipal que por sua vez, sem identificar o denunciante, redigia um e-mail que era enviado para o comitê que gerencia a pandemia. Ontem uma pessoa denunciou que a coisa não é bem assim, que a guarda municipal só aceita agora denúncia através de e-mail e não mais por telefone. Não seria mais lógico o próprio comitê reservar uma linha exclusiva para receber as denúncias?

* Na próxima terça-feira, dia 18, o Sindicato dos Servidores Municipais (Sindserv) realiza assembleia geral extraordinária tendo como pauta a resposta do comando do executivo a pauta do acordo coletivo 2021/2022. Devido as restrições impostas pela pandemia, os interessados em participar da assembleia devem fazer suas inscrições por meio dos telefones do sindicato.