* A desastrada tentativa do vereador Diney Lennon (PT), de jogar os professores contra seus colegas de legislativo, antes da votação do projeto de lei que considera a educação fundamental e infantil como serviço essencial provocou um racha no grupo de oposição que era formado por seis vereadores. Dois integrantes deixaram o grupo, Silvio do MDB e Roberto Santos, do Republicanos, permanecendo apenas quatro vereadores: Lucas Arruda e Tiago Braz, da Rede, Diney Lennon do PT e Luzia Martins, filiada ao PDT que analisa a possibilidade de também abandonar o barco oposicionista. O grupo da situação se fortaleceu e conta agora com dez vereadores em plenário, além do presidente Marcelo Heitor, do PSC.

* Mas a bancada da situação, liderada pelo vereador Flavio Togni de Lima e Silva, parece não estar tão unida como parece. Na reunião de terça, o vereador Douglas Dofu (DEM), não acompanhou os votos dos colegas e acabou dando o sétimo voto para a aprovação de requerimento com indicações feitas pelo oposicionista Tiago Braz (Rede). Como houve empate, o voto de minerva coube ao presidente Marcelo Heitor que acompanhou Douglas, decidindo a favor do requerimento.

* Falando em oposição, o Partido dos Trabalhadores pretende fortalecer na eleição de 2022 o legislativo federal e estadual. Como as coligações proporcionais estão proibidas, a meta do comando petista é lançar o maior número possível de candidatos a Câmara Federal e Assembleias Legislativas.

* Talvez esta seja a justificativa para o deputado Odair Cunha ter contratado para a sua assessoria parlamentar o ex-vereador Paulo Tadeu, que consta na relação dos assessores do deputado desde o dia 16 de março, com salário de R$ 4 mil. Paulo deve ser o nome do PT em Poços para mais uma vez, concorrer a vaga de deputado estadual, cargo que já disputou em outras eleições, sem sucesso.

* O PSD, legenda comandada por Gilberto Kassab desbancou o DEM e se transformou no principal partido do momento, com tendência decrescimento até a eleição de 2022, principalmente em Minas Gerais, terra do senador Rodrigo Pacheco, cotado para disputar a Presidência da República.

* Aqui na terrinha, o PSD continua aliado ao Rede Sustentabilidade, mas ninguém aposta que esta aliança permaneça até a eleição. Se as articulações do deputado Aécio Neves derem certo o PSDB não irá lançar candidato a presidente, formando na coligação partidária que vai apoiar Pacheco. Nesse caso, a falada candidatura a deputado, do professor Flávio Faria, ou do vereador Lucas Arruda, ambos da Rede, com apoio do PSD, pode subir no telhado

* Por unanimidade os vereadores presentes na reunião de terça-feira aprovaram, o uso da tribuna, solicitado pelo empresário Luiz Antonio Batista que pretende contestar afirmações feitas pelo titular da Secretaria de Planejamento, Antonio Carlos Alvisi, na última reunião da Comissão de Direitos Humanos, a respeito da entrega das chaves dos apartamentos do Condominio Sonho Dourado. Logo após a aprovação o vereador Diney Lennon pediu ao presidente Marcelo Heitor, a antecipação da audiência pública que vai tratar do atraso na entrega das chaves dos apartamentos.