* A aguardada reunião entre o prefeito Sérgio Azevedo e os vereadores, agendada para ontem à tarde na Câmara Municipal para discutir o problema das aglomerações no transporte coletivo foi cancelada pelo chefe do executivo com a justificativa de que estava muito ocupado, envolvido com as medidas da onda vermelha que entram em vigor neste sábado. Segundo o presidente da Câmara, Marcelo Heitor, uma outra data será agendada para a reunião.

* Por sinal o assunto será discutido num momento complicado. Isso porque a vencedora da licitação para a concessão do transporte coletivo já foi definida (Auto Ômnibus Floramar Ltda.) e o contrato emergencial com a atual concessionária vence no próximo mês.

* Para o secretário de saúde Carlos Mosconi, o retorno da cidade para a onda vermelha representa um grande alento para a economia do município. “A economia está em frangalhos com esta situação. Fechada há muito tempo, sem faturamento nenhum, aí o desemprego pode aumentar, as empresas podem quebrar, então eu acho que tem que ser visto também sobre este aspecto”, disse o secretário.

* O diário oficial do município publicou na edição de ontem, o resultado final da concorrência pública para uma nova concessão do transporte público. A comissão especial para análise da concorrência declarou como vencedora do certame a Auto Omnibus Floramar Ltda. que deve assumir o serviço num prazo estimado em 120 dias. O contrato emergencial com a Circullare, concessionária do serviço, expira no dia 21 de maio próximo e tudo leva a acreditar que será prorrogado por mais um período, até que a empresa vencedora da licitação reúna as condições para assumir o transporte.

* O superintendente da Santa Casa, Ricardo Sá, em entrevista ontem informou que os leitos de UTI de Covid estão todos ocupados, o CTI convencional está também todo ocupado. “O padrão nosso de CTI Covid é de 100% ocupação. O CTI convencional, que é das demais doenças que continuam existindo, está na faixa de 85 a 90% de taxa de ocupação. Então é sempre muito cheio. É uma tentativa constante de gerar leito da melhor maneira possível, porque quanto mais tempo o paciente fica internado, mais tempo permanecem aguardando aqueles que precisam ser atendidos”, falou o responsável pelo hospital.

* Alberto Silva (Beto), o youtuber com mais de um milhão de seguidores em seu canal e outro tanto nas redes sociais, onde mantém a página do Pensa Poços, está reunindo documentação sobre os gastos da Prefeitura de Poços, desde a época da eleição, no ano passado, com recursos repassados pelo governo federal para o combate ao Covid-19 e diz que levará pessoalmente os documentos até Brasília onde vai entrega-los ao Ministério Público Federal. Já solicitou também uma audiência com o senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, de quem é amigo há muitos anos, para pedir a ele agilidade no exame dos gastos com a pandemia nas prefeituras da região.