* Números do coronavirus no boletim de ontem: Mais 133 casos testados como positivos; 7 óbitos de pacientes residentes em Poços, um deles de uma paciente que estava internada na UPA; 4 óbitos de moradores de outras cidades. Nesta terça-feira estavam internados em leitos reservados para coronavirus 50 pacientes de Poços mais 22 pacientes residentes em outras cidades. Em isolamento domiciliar são 955 pacientes.

* O vereador Kleber Silva (Novo), proporcionou no início da sessão ordinária de ontem um episódio que surpreendeu a todos e causou riso e um certo constrangimento aos vereadores que sentam ao seu lado. Como vice-presidente da Casa solicitou que o presidente Marcelo Heitor o autorizasse a tomar assento na mesa diretora, porque seu lugar no plenário estava “muito aglomerado”.

* O pedido foi aceito, o botão de votação da sua mesa foi deslocado para um lugar na mesa principal para que pudesse votar. Feito isso, a vereadora Regina, que ocupa mesa ao seu lado no plenário levantou uma questão de ordem: para usar da palavra teria que descer ao plenário, como exige o regimento interno da Casa.

* Durante a sessão o vereador ficou num sobe-desce constante, chamando a atenção não só de quem estava na Câmara, mas também daqueles que assistiam o reunião pela internet. Ao final, o vereador que pelo visto anda preocupado em aparecer, disse que na próxima sessão vai retornar ao seu lugar, no plenário.

* Se aproxima de mil o número de pacientes que testaram positivo para o coronavirus que estão em isolamento domiciliar cumprindo quarentena. Mas será que estão mesmo isolados em suas residências? Quais os medicamentos que estão tomando para combater a doença? Os sintomas que estão apresentando? A secretaria de saúde não dispõe de pessoal para fazer um acompanhamento diário desses pacientes e muitos deles podem até não estar respeitando o isolamento e com isso contaminando além de familiares outras pessoas.

* A vizinha cidade de São João da Boa Vista, que passa pelo mesmo problema firmou convênio com a UNIFEOB para a implantação de um Centro de Monitoramento Domiciliar do Covid-19 para fazer esse trabalho de acompanhamento com a Universidade disponibilizando 50 alunos dos cursos ligados a saúde, para fazer o acompanhamento dos contaminados em isolamento domiciliar.