Curtas

* A audiência no processo para inquirição de testemunhas na ação aberta pelo Ministério Público Eleitoral contra o prefeito Sérgio Azevedo, acusado de abuso de poder econômico por ter comparecido a entrega das chaves dos apartamentos do conjunto Vale do Pinheiros, que deveria ter acontecido ontem à tarde, por meio da plataforma emergencial de videoconferência, devido a problemas técnicos foi transferida para segunda-feira, a partir das 14 horas.

* Além do Juiz Eleitoral, dos advogados, representantes do Ministério Público e testemunhas, o prefeito Sérgio Azevedo também estava a postos para início da audiência quando o problema ocorreu, obrigando o juiz a comunicar o adiamento. Como a justiça eleitoral têm agido com rigor na apreciação dos registros de candidaturas e denúncias, existe um clima de ansiedade por parte dos estrategistas de campanha do prefeito quanto ao desfecho deste processo.

* Uma cafeteria recém-inaugurada na Praça das Rosas tem servido como ponto de encontro de alguns políticos. Ontem à tarde, em uma das mesas trocavam informações sobre a campanha, Ciça, vereadora do PT, junto com João Alexandre, candidato a prefeito pelo Solidariedade, o jornalista Rodrigo Costa mais o fotógrafo Alexandre. Em uma mesa não muito distante, também trocando confidências estava Eduardo Junqueira, candidato do PDT a prefeito, ao lado da petista Edna Leite.

* Esses diálogos das petistas com candidatos de outras legendas é mais uma mostra de como o Partido dos Trabalhadores está dividido nesta eleição. Sem candidatos aos cargos majoritários e até sem apoio da direção local e regional, os candidatos acabam abrindo diálogo com candidatos de outras legendas.

* Rodrigo Batista, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil esclarece que o pedido de prorrogação da anistia onerosa para as construções irregulares foi solicitado ao prefeito para aqueles que já protocolaram o pedido, mas ainda não conseguiram regularizar a situação dos imóveis por causa da pandemia e principalmente pelo fato de o prazo para protocolo na Secretaria de Planejamento ter expirado em outubro do ano passado. Como algumas dessas regularizações depende de documentos que muitas vezes são demorados, caso de herança, por exemplo, a prorrogação se justifica.

* O presidente do Sinduscon é de opinião que a Prefeitura deveria fazer uma lei que tivesse o caráter permanente, porém, aplicando pesadas multas regularizar construções de maior porte. Isso não só obrigaria os proprietários a regularizar os projetos como ajudaria as finanças municipais, claro, respeitando construções até 100 metros quadrados. No caso presente, a maioria dos atrasos não foi provocado por culpa do proprietário, mas sim, pela demora em conseguir a documentação exigida para a regularização.

* E a concessão onerosa dos pontos turísticos continua encrencada. A sessão de abertura das propostas, realizada no dia 15, na Urca, foi considerada deserta por não ter comparecido nenhuma empresa interessada na concessão e com isso a licitação foi adiada para uma data ainda não definida. Enquanto a concorrência não acontece, a administração admite a possibilidade de reabrir os pontos de passeio para visitação. E já deveria ter tomado essa medida desde quando a cidade foi reaberta para a entrada dos turistas. No caso do teleférico, pelo fato de estar paralisado a quase um ano, para voltar a funcionar o equipamento terá que passar por uma revisão.

* Não é demais repetir o exemplo que está sendo dado pelo pessoal do Novo que fez uma animada caminhada na quinta-feira pela área central no início da noite, acompanhado do governador Romeu Zema.  A eleição não deve ser encarada como uma guerra pelo poder, e sim, como uma festa da democracia. A empresária Gina Remédio Carneiro, do Pizza na Roça, líder do partido e seus companheiros estão de parabéns.

* No zum-zum-zum dos bastidores, o trabalho que o candidato a prefeito Flávio Faria desenvolve de maneira silenciosa, com seus companheiros da Rede, começa a surtir efeito. Uma mostra disso está no resultado na pesquisa da MDA, onde Flávio aparece em quarto lugar na estimulada e em terceiro na espontânea. Tudo indica que na próxima pesquisa, contratada pelo Grupo Cioffie que será divulgada no dia 30, Flávio já apareça como terceiro ou até mesmo segundo colocado, surfando, inclusive na boa aprovação do governo, do qual participa na condição de vice.

* Faltando menos de trinta dias para a eleição, alguns candidatos a prefeito começam a perceber que a propaganda só nas redes sociais e no horário gratuito nas rádios e TVs não está surtindo o efeito necessário porque não estão chegando até o eleitorado e se chegam não despertam grande interesse no eleitor. O que funciona, segundo alguns estrategistas, ainda é o contato pessoal, as reuniões com grupos e principalmente lideranças comunitárias, coisa que o vice-prefeito sabe fazer muito bem.

* Isso não quer dizer que irá ganhar a eleição, até porque a grande maioria do eleitorado ainda não conhece todos os candidatos. Assim como aconteceu nas duas últimas eleições municipais, os últimos quinze dias serão decisivos para a definição de quem levará a maioria dos votos entre os indecisos, hoje mais de 60%.

* Segundo informações, os candidatos Mauro Ivan e Estéfano Valente tiveram suas pré-candidaturas indeferidas em caráter definitivo pela justiça eleitoral. Agora, só resta um caminho, caso queiram continuar candidatos, entrar com pedido de liminar no TRE-MG.

Fechar Menu