No início deste mês, o engenheiro de segurança da Mineração Curimbaba, Luis Gustavo Neder, esteve na Santa Casa para realizar a doação de EPI’s para o Hospital. No total, foram doados 40 respiradores descartáveis PFF2, que atendem a norma de proteção ao covid, seis óculos de ampla visão, algumas luvas especiais para evitar contato com material contaminado e também  oito macacões de tyvek, que também impede o contato com líquidos que possam estar contaminados.

LuisGustavo Neder lembra que não é a primeira doação da Curimbaba para Santa Casa, já que a empresa vem contribuindo com o Hospital desde o começo da pandemia. “É  um trabalho que a gente está a disposição desde o início da pandemia. Nós tivemos em outros hospitais aqui de Poços de Caldas também, estivemos na Upa, no Margarita Morales, entre outros. Estamos com essa parceria dando um apoio a entidades que também são nossas parceiras, que nos ajudam quando precisamos”, conta o engenheiro de segurança da Curimbaba.

O engenheiro de segurança da Santa Casa, Marlon Alessandri dos Santos, destaca a importância desse tipo de doação, principalmente dos respiradores PFF2, que chegam a um gasto de 1500 por mês, sendo 500 só na CTI do Hospital.  “Na situação que a gente se encontra hoje, por mais que os profissionais da área de saúde tenham sido vacinados, continuamos tendo que seguir os protocolos da Anvisa, por isso todo os procedimentos de segurança por conta do covid-19 têm que ser atendidos, no caso máscara N95/PFF2, luvas, óculos, protetores fácil etc. A Santa Casa conta com 800 funcionários, então, a quantidade de uso desses EPI’s é muito alta, é muito grande. Por isso a importância das empresas nos ajudam a suprir as necessidades dos EPI’s para nossos colaboradores”, disse o engenheiro.