Crise nos jornais

A Folha de S.Paulo demitiu 18 jornalistas de uma vez só, o Jornal do Brasil decretou sua morte pela segunda vez e o Metro News resolveu operar apenas online. Mantido pelo Grupo Bandeirantes, o Metro Jornal encerrou as edições para Brasília, Campinas (SP) e Rio de Janeiro. Nessas mudanças, mais 10 jornalistas foram demitidos. Ou seja: a crise dos impressos chegou até aos jornais gratuitos.

Fechar Menu