Segundo estudo da Universidade Federal de Alfenas (Unifal), a taxa de contágio por coronavírus no Sul de Minas é 67% maior que em todo estado de Minas Gerais.No estado, desde a última semana, há estabilidade. A pesquisa aponta que a Região Sul continua sendo a mais atingida pela pandemia em Minas.

Mesmo estável, os números continuam altos, com uma média móvel diária de 1.686 casos por semana. Isso tem sido decisivo para manter a taxa de internação acima de 100 e a de mortes em 30 por dia.

A taxa de internações se mantém estável, mas a projeção para o fim de junho e meados de julho aponta para uma situação crítica de internações e mortes.A tendência de crescimento do número de mortes passou de 26% para 47%. O impacto do feriado de Corpus Christi está associado aos mais de 2 mil casos registrados nos dias 15, 16 e 17 de junho.

Entre os maiores municípios do Sul, em 21 de junho Poços de Caldas, Varginha, Passos e São Sebastião do Paraíso apresentaram tendência de crescimento na incidência de ocorrências da COVID-19, a exemplo de Varginha (quatro semanas seguidas) e São Sebastião do Paraíso (três semanas seguidas).