Congresso tira Coaf de Moro

A comissão especial do Congresso que analisa a MP 870, de reestruturação do Executivo, impôs derrota ao governo do presidente Bolsonaro e ao ministro Sergio Moro ao retirar o Coaf da pasta da Justiça e devolvê-lo à Economia. O placar, 14 a 11, uniu centrão e oposição. A MP terá que ser votada na Câmara e no Senado até 3 de junho. “A política do governo será sempre fortalecer esse órgão”, disse Moro. O relator, Fernando Bezerra Coelho, incluiu no texto restrição à ação dos auditores da Receita em investigações de corrupção. (Globo)

Fechar Menu