Diferente da Onda Roxa, na qual apenas serviços considerados essenciais poderiam abrir as portas, a Vermelha permite o funcionamento de todas as atividades, desde que cumpram algumas regras, como distanciamento e limitação máxima de pessoas nos estabelecimentos.Shoppings, bares, hotéis e atrativos culturais podem funcionar na Onda Vermelha; confira as regras

O funcionamento do comércio e a realização de eventos, com a presença de no máximo 30 pessoas, estão liberados, mas devem seguir algumas regras relacionadas ao distanciamento social e protocolos de higiene.

É preciso que os estabelecimentos exijam distância linear de 3 metros entre os que estão presentes e a capacidade passa a ser de 10 metros quadrados. Ou seja, um local com 1.000 metros quadrados comporta, no máximo, 100 pessoas.

Atividades de atrativos culturais, naturais e hotéis podem funcionar com limite de ocupação de 50%. Os serviços permitidos na Onda Vermelha devem seguir um “protocolo restrito”, o que significa que, além das regras usuais, seriam adicionados controle de fluxo, teletrabalho como foco, limite de uma pessoa por atendente (comércio não-essencial na onda vermelha), proibição de autoatendimento, medição de temperatura e agendamento.