Devido a melhora dos índices epidemiológicos em Poços, o Comitê Extraordinário COVID-19 publicou nesta quinta-feira, uma resolução com protocolos de segurança para liberação das torcidas em estádios que recebem jogos profissionais de campeonatos oficiais.

A assessora de Atividades Esportivas, Marcela Brito de Carvalho, destaca que a volta seguirá todos os protocolos determinados pelo Comitê. “Esse retorno das torcidas nos estádios é importante e segue o que já vem acontecendo em todo o estado de Minas Gerais. O Comitê COVID- entendeu que seria possível desde que cumpridos os protocolos determinados”

Confira os protocolos determinados pelo Comitê COVID-19.

  1. a) As arquibancadas no estádio poderão ter a presença de público, respeitando o limite de ocupação de 20% de sua capacidade total de pessoas sentadas, cujos espaçamentos de, no mínimo 3 metros² entre os presentes, vedada a permanência de pessoas em pé nas arquibancadas e alambrados;
  2. b) aferição de temperatura na entrada e disponibilidade de álcool gel 70% nas portas de entrada, saída e toaletes ;
  3. c) portões de entrada e saída distintos;
  4. d) distanciamento com marcações de um assento lateral e frontal e pular duas filas;
  5. e) disponibilizar álcool gel 70% em locais estratégicos nas arquibancadas;
  1. f) uso obrigatório e ininterrupto de máscara de proteção individual.
  2. g) a venda dos ingressos para os jogos deverá acontecer antecipadamente com registro do nome do comprador de modo que seja feito o rastreamento em caso positivo, vedada a venda de ingressos no local;
  3. h) a lanchonete do estádio poderá funcionar respeitando o limite de ocupação de 20% de sua capacidade total de pessoas, vedada a prática de atividades dançantes e o consumo de bebidas alcoólicas.

As atividades e serviços DEVERÃO seguir os protocolos de biossegurança sanitário-epidemiológicos abaixo:

  1. a) manutenção do distanciamento social mínimo de 3 metros² entre os presentes;

b)uso obrigatório e ininterrupto de máscara de proteção individual, exceto para consumo de alimentos;

  1. c) disponibilidade de álcool gel 70% nas portas de entrada, saída e toaletes;
  2. d) higienização e posterior desinfecção de objetos e áreas de uso comum, após cada uso.