Atendendo a um convite da Comissão de Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana, representantes de cooperativas e associações que trabalham com a coleta seletiva em Poços estiveram na Câmara, na última semana. O objetivo da reunião foi ouvir as principais demandas nessa área.

O encontro contou com a presença de Luís Henrique dos Santos, da COOPERSUL (Cooperativa de Reciclagem), Márcio Cássio Santos, da Recriando Coleta de Resíduos, Rita de Cássia Rodrigues, da COOPERGORE (Cooperativa de Coleta e Reciclagem de Óleos e Gorduras Residuais), e Vagner de Freitas, da ASSOSUL (Associação dos Catadores e Separadores de Materiais Recicláveis). Também participou do debate o engenheiro florestal da Secretaria Municipal de Serviços Públicos Carlos Alberto Battesini.

Segundo o vereador DineyLenon (PT), presidente da Comissão, o intuito da conversa foi dar voz aos trabalhadores. “Uma das demandas apresentadas foi que os vereadores possam acompanhar a rota do lixo, ou seja, acompanhar todo o processo da coleta seletiva, e assim cobrar do município o protagonismo que a classe merece, mantendo um diálogo permanente, visto que desde março isso não acontece”, ressalta.

Ainda segundo o parlamentar, outra sugestão foi a implementação de ações para fomentar o trabalho realizado pelas associações e cooperativas. “A ideia é divulgar junto à Associação de Bares e Restaurantes, por exemplo, sobre a importância da reciclagem, além de buscar apoio e fiscalizar a coleta que possivelmente venha sendo feito de forma irregular. Também recebemos da ASSOSUL uma proposta de emenda à Lei Orgânica, para que o Orçamento anual contemple receitas e despesas para atividades de reciclagem”, afirma.

Também fazem parte da Comissão de Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana os vereadores Claudiney Marques (PSDB) – vice-presidente, Lucas Arruda (Rede), Regina Cioffi (PP) e Sílvio de Assis (MDB). Além dos membros, a reunião contou, ainda, com a presença da vereadora Luzia Martins (PDT).