Por meio da Indicação n. 546/2021, o vereador Flávio Togni de Lima e Silva (PSDB) sugere à Secretaria Municipal de Saúde a implantação do Centro de Monitoramento Domiciliar de COVID-19. O objetivo é oferecer o acompanhamento remoto diário aos pacientes que não necessitam de hospitalização, mas que precisam de cuidados constantes.

Segundo Boletim Epidemiológico divulgado pela Prefeitura na última terça-feira (13), 955 pacientes que testaram positivo para a COVID-19 seguem em isolamento domiciliar. E além destes, há ainda aqueles pacientes que também precisam fazer isolamento até receberem o resultado do exame que confirme ou descarte o diagnóstico. “Com o aumento significativo no número de casos em função do avanço da pandemia, é de conhecimento que este trabalho de monitoramento se tornou mais difícil de ser realizado com o contingente de pessoal da Secretaria Municipal de Saúde. A exemplo do que vem sendo realizado na vizinha cidade paulista São João da Boa Vista, por meio de parceria com o Centro Universitário da Fundação de Ensino Octávio Bastos – Unifeob, a presente Indicação sugere que o mesmo seja feito em Poços de Caldas, com o apoio das universidades presentes no município, especialmente aquelas que ofertam cursos na área da Saúde”, ressalta.

Flavinho destaca, ainda, que os voluntários dessas instituições de ensino podem contribuir muito com o trabalho de monitoramento. “Sendo necessário tanto o monitoramento domiciliar de pessoas com diagnóstico positivo e que seguem em isolamento, como daquelas consideradas ‘casos suspeitos’, as universidades podem auxiliar nesse processo, ao mesmo tempo em que esta oportunidade de atuar em um momento de pandemia, sem dúvida, representará experiência e novos conhecimentos a estes futuros profissionais da Saúde”, afirma.

A Indicação foi encaminhada à Prefeitura e está disponível para consulta no Portal da Câmara, em Proposições.