Câmara desafia Planalto

Em desafio ao governo, após o ministro da Economia, Paulo Guedes, desistir de ir à Câmara explicar a reforma da Previdência, os deputados aprovaram, em dois turnos — 453 a 6, na segunda votação —, proposta de emenda constitucional que estava parada desde 2015 e torna o Orçamento ainda mais impositivo, limitando o poder de gasto do Executivo. A proposta, que vai ao Senado, opõe-se a uma das bandeiras de Guedes: a desvinculação de todas as despesas. Treze partidos declararam apoio oficial à reforma da Previdência, mas exigiram que a aposentadoria rural e o benefício pago a pessoas com deficiência e idosos em situação de pobreza sejam mantidos como estão hoje. (O Globo)

Fechar Menu