Portal de Notícias e Web Rádio – CNPJ 44.219.101/0001-23

Para um time do interior, vencer uma equipe da capital não é fácil. Vencer dois clubes da capital na mesma temporada é difícil. Vencer três então, no mesmo ano, é um feito histórico. A Caldense conseguiu superar Cruzeiro, Atlético-MG e América-MG no mesmo ano apenas uma vez em sua história, em 1974.

Na ocasião, pelo Campeonato Mineiro, o Verdão fez 2 a 0 no Atlético-MG em 04 de agosto, com dois gols do centroavante Cafuringa. Depois venceu o Cruzeiro por 1 a 0 em 13 de outubro novamente com gol de Cafuringa. Na sequência fez 1 a 0 no América-MG, em 20 de outubro, com gol do meia Aílton Lira. Por fim, voltou a vencer o Atlético, em 23 de outubro, por 2 a 1, com tentos de Augusto e Cafuringa.

A competição contava com um formato bem diferente do atual. Havia duas fases, com turno e returno. A Veterana enfrentou quatro vezes o Atlético, quatro vezes o América e três vezes o Cruzeiro. Com a boa campanha, terminou a competição em terceiro lugar e se tornou campeã mineira do interior pela primeira vez.

Com o passar do tempo, o campeonato estadual foi mudando de formato, diminuindo a quantidade de jogos e, como consequência, diminuindo o número de partidas contra as equipes da capital, o que dificulta ainda mais conseguir a “tríplice coroa”.

Agora, 47 anos depois, na temporada de 2021 a Veterana pode repetir essa marca de bater os três clubes da capital na mesma temporada. O Verdão já venceu Cruzeiro e América-MG, ambos fora de casa por 1 a 0, com gols de Amarildo. Caso vença o Galo na quinta-feira às 17h30 no Ronaldão, a equipe alviverde irá igualar essa marca histórica.

Outra fator que está em jogo é um feito individual. Apenas sete jogadores na história da Caldense conseguiram marcar gols contra os três da capital: Cafuringa, Augusto, Ailton Lira, Mirandinha, Miro, Milton e Luiz Eduardo. O centroavante Amarildo pode entrar para essa seleta lista caso balance as redes contra o Galo.