Cabral acumula mais de 233 anos de prisão

O juiz federal Marcelo Bretas voltou a condenar hoje o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, a mais 18 anos de prisão, por crimes de lavagem de dinheiro, envolvendo ao menos R$ 10,2 milhões em delitos investigados pelas operações Calicute, Eficiência e Mascate. A decisão do magistrado da 7ª Vara Federal Criminal fez Cabral acumular uma pena total de 233 anos e 11 meses de prisão, em 11 em ações penais da Lava Jato.

Fechar Menu