Bate cabeça

O episódio que deixou grande parte da cidade sem água e obrigou até a dispensa das crianças nos Centros de Educação Infantil provocou desgaste na imagem do prefeito e mostrou, mais uma vez, que a orquestra da administração está tocando desafinada. O bate cabeça entre o DME, que deu descarga na Represa do Cipó, contaminando a água e obrigando o esvaziamento do reservatório da ETA-5 precisa ser analisado pelo chefe do executivo no seu retorno do período de descanso e os responsáveis severamente advertidos para que fatos como esse não se repitam.

Fechar Menu