A avaliação negativa do governo Jair Bolsonaro atingiu a pior marca desde o início do mandato, segundo pesquisa da XP Investimentos e do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe).

Desde outubro do ano passado, a proporção de brasileiros que avaliam o governo como ruim ou péssimo tem crescido mês a mês e chegou a 52% no início de julho. Há nove meses, no menor nível recente, o índice era de 31%.

Já os que avaliam o governo como bom ou ótimo somam 25% neste mês. Em outubro do último ano eram 39%.Os que avaliam como regular são 21% e 2% não souberam ou não responderam. Metade dos brasileiros também disseram que tem expectativas negativas para o restante do mandato. O que esperam algo de bom são três a cada dez.

REJEIÇÃO RECORDE

A rejeição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) subiu e atingiu 51%. É o que aponta a nova pesquisa Datafolha. Esse é o maior índice nos 13 levantamentos feitos desde que o presidente assumiu o governo, em 2019.

Bolsonaro tinha anteriormente, no levantamento feito em 11 e 12 de maio, 45% de desaprovação.

Avaliaram positivamente o presidente 24% dos entrevistados, mesmo índice de maio. O percentual dos que consideram a gestão de Bolsonaro regular caiu de 30% em maio para 24%