Portal de Notícias e Web Rádio 

A responsável técnica por imunização no município, Gisele Scatola, informou que o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras e o período outono/inverno devem contribuir para o aumento de casos de síndromes respiratórias agudas graves e de síndromes gripais.

“Sabíamos que isto iria ocorrer, principalmente pela retirada da máscara, ainda mais neste período onde temos uma circulação maior de vírus respiratórios de maneira geral”, afirmou ela.

Nos dois anos anteriores não ocorreram tantos casos de síndromes graves por influenza justamente pelas restrições impostas pela pandemia. Grupos prioritários, como idosos e gestantes e crianças devem se cuidar mais neste período e procurar se imunizar com a vacina da gripe.