Portal de Notícias e Web Rádio – CNPJ 44.219.101/0001-23

As pautas relacionadas às mulheres tiveram destaque na sessão da Câmara de Vereadores dessa terça-feira. A vereadora Dra. Regina requisitou audiências públicas para tratar do combate a violência contra a mulher e outra para que fosse discutida a participação de mais mulheres no cenário Político de Poços de Caldas.

Regina ressaltou no primeiro requerimento que, no Brasil, assim como em diversos países, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Organização Panamericana de Saúde, a violência contra a mulher constitui um dos fatores que mais causa doenças e mortes femininas. A vereadora também lembra que a solução do problema passa, essencialmente, pela implementação de políticas públicas que possam prevenir e atuar de forma eficaz na eliminação de todas as formas de discriminação contra a mulher.

A intenção da audiência pública é, entre outros aspectos, envolver a sociedade nessa discussão para que seja possível tratar do cenário atual da violência e, diante dele, encontrar caminhos que possam ajudar a erradicar o problema.

Sobre a audiência que tratará da presença de mais mulheres na política, Dra. Regina ressaltou a importância da presença feminina no âmbito político e fez um apelo para que, nas próximas eleições, as mulheres se sintam capacitadas para se candidatarem e não se sintam forçadas a concorrer a um cargo somente para que o partido cumpra a taxa mínima de mulheres para eleição.

“Nós temos que trazer mais mulheres para dentro dessa casa para que possamos ter mais mulheres envolvidas de fato na política. Nós fazemos a diferença. É muito importante o equilíbrio entre homens e mulheres e nós estamos muito aquém na política. Tem uma pesquisa que mostra que as mulheres são as primeiras a serem interrompidas em uma reunião política. Nós queremos que a presença feminina vá além dos 30% das eleições. Nós precisamos trazer as mulheres para cá para que as mulheres entrem na disputa para aproveitar suas melhores condições, não só para ajudar o partido. Isso tem que acabar”, ressalta a vereadora.

Saúde em pauta

A saúde também esteve em pauta na reunião dessa terça-feira. Dra. Regina fez um requerimento de audiência pública para tratar da criação do centro secundário de atendimento à obesidade.

A vereadora explicou que, atualmente, os pacientes com quadros de obesidade em Poços de Caldas contam apenas com o atendimento primário nos PSFs e com o atendimento terciário na Santa Casa. No cenário ideal, deveria existir um centro de atendimento secundário especializado para atender a esses pacientes.

“A falta desse atendimento causa um problema sério porque esses  pacientes muitas vezes têm condições de fazer um tratamento para não precisar fazer uma bariátrica, que é uma cirurgia extremamente invasiva, e mesmo quando é mesmo necessário fazer a bariátrica aquele paciente precisa voltar a um centro secundário de tratamento, senão ela pode perder a cirurgia”, ressalta.

A vereadora também justificou o pedido de audiência público sobre o assunto depois de ter recebido respostas insatisfatórias a um pedido de informações que foi feito. “Eu fiz um pedido de informações e recebi a resposta de que esse centro secundário seria na Santa Casa, mas ainda não temos. Eu não vi outra alternativa a não ser trazer essa discussão para esta casa porque a informação que foi passada é de que existe esse centro e eu sei que não existe”, finaliza Dra. Regina.