Assessores preocupados

Assessores de Jair Bolsonaro não ficaram nem um pouco satisfeitos em ver Flavio Bolsonaro, que trouxe para perto do presidente a investigação sobre Fabrício Queiroz (e que Flavio diz que também é alvo), envolvido com depósitos considerados suspeitos pelo relatório do Coaf. Reportagem do Estadão deste sábado revela que interlocutores de Bolsonaro estão cobrando que o senador eleito pelo Rio explique as transações financeiras divulgadas na noite de sexta-feira pelo Jornal Nacional. Eles avaliam, entretanto, que Flavio não tem culpa e tudo faz parte de uma tramoia para atingir o presidente.

Fechar Menu