Executivo perde maioria na Câmara

 

Como se costuma dizer em linguagem futebolística, o jogo só termina quando o juiz apita, portanto, gol marcado até o último minuto do segundo tempo é válido. O troco prometido pelo pessoal do grupo “Preocupados com Poços” para o PSDB pela tentativa de desestruturar a chapa de vereadores do Republicanos acabou chegando antes do apito final para o encerramento das filiações partidárias que aconteceu no último sábado, dia 4.

Mordidos por causa do que classificam como “campanha sórdida”, liderada pelo trio Sérgio/Celso/Paulinho, os comandantes do “Preocupados com Poços” foram à forra e conseguiram tirar o vereador Pedro Magalhães do PSDB, fazendo com que assinasse a ficha de filiação no Republicanos.

Com isso a situação para a administração municipal nesses nove meses que restam para o término do mandato se complicou porque ficou sem a maioria na Câmara e dos treze vereadores que compunha a bancada inicial do governo, restam agora apenas seis integrantes o que faz prever dias difíceis para o executivo nesta reta final de mandato.

Com a vinda do vereador Pedro Magalhães para o grupo, a bancada do “Preocupados com Poços” conta agora com cinco integrantes assim distribuídos, Carlos Roberto e Marcelo Heitor (PSC), Pedro Magalhães (Republicanos), Joaquim Alves e Paulo Eustáquio (MDB).

Gustavo Bonafé deixou o PSDB e se filiou ao PDT, enquanto que o vereador Lucas Arruda (Rede), dá sinais claro de que já não reza mais na cartilha da administração. Somados com os petistas Paulo Tadeu e Ciça, são nove vereadores contra apenas seis que permanecem fiéis ao governo, Antonio Carlos Pereira, pastor Wilson e Ligia Podestá (DEM), mais Ricardo Sabino, Alvaro Cagnani e Mauro Ivan (PSDB).

Para o ex-prefeito Luiz Antonio Batista, o grupo “Preocupados com Poços” segue firme “com um projeto que busca a recuperação das contas públicas, detonadas irresponsavelmente nas três últimas administrações, e um plano adequado para a reconstrução da estrutura administrativa da cidade que permita a retomada do crescimento e desenvolvimento do município. Esperamos conquistar a confiança de nossa população”, diz ele.

 

Onde mora o perigo

No frigir dos ovos, no que diz respeito ao fortalecimento das chapas de partidos aliados para disputa de vagas na Câmara Municipal, o PSDB acabou fortalecido por ter conquistado alguns candidatos com bom potencial de votos, embora tenha perdido dois vereadores (Gustavo Bonafé e Pedro Magalhães) e conquistado um (Mauro Ivan). Os tucanos têm ainda o apoio dos Democratas que tem, sem nenhuma dúvida, a chapa com os melhores nomes, entre eles do ex-secretário de esportes Welington Guimarães, o “Paulista”, que pode ser inclusive indicado para vice do prefeito Sérgio.

O Republicanos, que lidera o grupo “Preocupados com Poços” também se fortaleceu com algumas conquistas, entre elas o vereador Pedro Magalhães e outros bons candidatos, como o ex-vereador Marcus Togni Urutu e Gisele D’ávila, irmã do saudoso vereador José Nivaldo. Mas a maior conquista do grupo foi, sem dúvida, o apoio do PSC dos vereadores Carlos Roberto e Marcelo Heitor, além do seu experiente presidente, Wanderlei Monteiro. Fora isso o grupo ainda levou para o PTB nomes para compor uma chapa que reúne condições de conquistar pelo menos uma cadeira no legislativo.

Pelos lados do PSB, do ex-prefeito Eloisio Lourenço, segundo informações, a esperança também é a de conquistar uma ou duas cadeiras no legislativo com bons candidatos que vieram do PT, entre eles Rogério Carrilo, que já foi vereador.

Um problema que pode despertar a atenção dos eleitorados é que até aqui, a disputa pela sucessão municipal se resume na disputa entre ex-prefeitos (Eloisio, Geraldo e o próprio Sérgio Azevedo que estará no fim do seu mandato), além de Luiz Antonio Batista, líder do grupo “Preocupados com Poços” e Ulisses Guimarães, ex-prefeito de Caldas e candidato a vice, não podendo ficar de fora o também ex-prefeito Paulinho Courominas que se transformou em um dos principais articuladores para a reeleição do prefeito Sérgio. Temos também o petista Paulo Tadeu para engrossar a discussão.

São muitos ex-prefeitos participando de uma eleição e com isso existe a certeza de que muita roupa suja será lavada durante a campanha. O bate-boca e acusações mútuas desagradam o eleitor que, cansado da velha política, pode adotar um candidato sem essas amarras. É justamente aí que mora o perigo, um candidato novo, com experiência administrativa e com uma boa proposta de governo pode ir comendo pelas beiradas e acabar sendo eleito. Já assistimos esse mesmo filme algumas vezes.

 

Nova politica

Aqueles que achavam que o Jovem Eduardo Junqueira Dias (PDT) passaria despercebido como coadjuvante nas Eleições deste ano deverá se surpreender.  O jovem demonstrou grande habilidade e liderança política e filiou em seu partido 2(dois) ex-secretários da atual administração, Thiago Biagioni secretário destaque na Secretaria de Serviços Públicos e Luzia Martins (Promoção Social),de quebra levou também coordenadora de educação Michele Santana e o Vereador Gustavo Bonafé que deixará o partido com um representante na Câmara Municipal. Para além dos que compunham a administração, Eduardo trouxe filiados de diversos partidos para somarem no projeto. Contará em seus quadros de filiados Vinicius Gadbem, da OAB, o fundador do Clube de Empresários, Rubens Mussolin e o conceituado empresário Flavio Delgado, do grupo Monreale.

 

Câmara vai devolver dinheiro

Com objetivo de aliviar a crise nas finanças municipais que deve se agravar ainda mais a partir de agora com os efeitos da pandemia do coronavírus e a suspensão do recolhimento do ICMS e ISS para os empresários que optaram pelo Simples Nacional, a mesa diretora da Câmara está convocando uma entrevista coletiva para esta segunda-feira, às 15 horas, quando o presidente da Casa, vereador Carlos Roberto Costa, fará a entrega para o prefeito municipal de um cheque para restituir ao executivo recursos que não foram utilizados pelo legislativo no presente exercício.

Eleição em dezembro?

 

Ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cogitam adiar as eleições municipais de outubro para dezembro, devido à pandemia do coronavírus. A decisão sobre a data das votações deve ser tomada entre fim de maio e início de junho, a depender da situação sanitária do país. Ainda que o quadro não esteja definido, os ministros descartam a possibilidade de prorrogação dos mandatos. Isso aconteceria se as eleições fossem reagendadas para 2021. Ou se houvesse unificação com as eleições gerais de 2022.

“A saúde pública, a saúde da população é o bem maior a ser preservado. Por isso, no momento certo será preciso fazer uma avaliação criteriosa acerca desse tema do adiamento das eleições. Mas nós estamos em abril. O debate ainda é precoce. Não há certeza de como a contaminação vai evoluir. Na hipótese de adiamento, ele deve ser pelo período mínimo necessário para que as eleições possam se realizar com segurança para a população. Estamos falando de semanas, talvez dezembro”, disse o ministro Luís Roberto Barroso, que vai presidir o TSE a partir de maio.

 

Linha direta

Poucos sabem, mas o empresário Waldir Miguel e o seu irmão Waldemar são amigos de longa data do general Braga Neto, considerado hoje como o homem mais forte do governo, depois do presidente Jair Bolsonaro. Além de trocar telefonemas constantes, Waldir já recebeu o general diversas vezes em Poços de Caldas e quando aqui vem, ele faz questão de ir acompanhado do empresário até um alambique próximo a Machado onde tem uma cachaça “da boa”.

Foi exatamente um vídeo gravado pelo empresário, que é presidente do sindicato de hotéis e encaminhado ao general, que o presidente assistiu, antes de fazer o pronunciamento em que demonstrou preocupação com o isolamento social e a quebradeira do comércio e das empresas. Os irmãos Miguel são proprietários da maior rede privada de hotéis, com mais de sessenta unidades, boa parte já fechada devido à ausência de hóspedes.

 

Mensagem da Santa casa

 

 

Adiado prazo para recolhimento de impostos

Estados e municípios aceitaram adiar os prazos para recolhimento de impostos cobrados por governos regionais dentro do Simples Nacional. A medida, antecipada amplia o universo de impostos que podem ser postergados. Decisão anterior já havia sido tomada para a parcela de tributos federais do regime como forma de mitigar os efeitos da paralisação forçada da economia para frear a contaminação do coronavírus. O Simples é um sistema que unifica a cobrança de oito impostos. Além de seis tributos federais, engloba o ICMS, cobrado por estados, e o ISS, pelos municípios. Podem optar pelo regime empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões.

A medida também facilita a operação de suspensão do recolhimento dos impostos. Antes, o empresário teria que emitir uma guia desmembrada e pagar somente o ICMS e ISS, descontando os impostos federais. Assim, essa burocracia foi totalmente extinta. Todo o pagamento do imposto devido pelo empresário está adiado por três meses.

 

Tudo dominado

Muita gente andou tentando tomar conta do PSL em Poços, porém, a julgar pelas declarações do pessoal ligado ao grupo “Preocupados com Poços”, o ex-partido do presidente Bolsonaro em Poços continua nas mãos do suplente de deputado estadual Ulisses Guimarães, que é amigo do ministro do turismo, Marcelo Alvaro, o todo poderoso do PSL em Minas.

O mais interessante é que Elias, irmão do Ulisses é o presidente da Comissão Provisória e chefe de gabinete do ex-deputado Carlos Melles, presidente do Sebrae nacional. E Melles, que é amigo do vereador Antonio Carlos Pereira, é desafeto do ex-deputado Geraldo Thadeu, pré-candidato a prefeito com apoio do partido presidido pelo seu chefe de gabinete. Só para lembrar, durante seu segundo mandato, quando ambos eram deputados, Geraldo deu um chute nos fundilhos (bunda, para ser mais claro) do colega de Câmara, após uma acalorada discussão.

Doação proibida

 

Os deputados federais do Novo estão na bronca e com muita razão. Vejam só o absurdo, eles queriam o direito de doar os seus R$87 milhões do Fundo Partidário e Fundão para a saúde, mas foram impedidos pela mesa diretora da Câmara Federal. Recorreram a uma PEC para ser incluída no “Orçamento de guerra” e aí a Mesa Diretora alegou que o destaque fugia da temática e não colocou para votação. O partido questiona se faz sentido negar R$ 87 milhões para o combate a doença que se alastra em todo o planeta.

 

Mais essa…

As coisas já não andam boas para os petistas e podem piorar ainda mais com a decisão do vice-procurador geral eleitoral Renato Brill de Góes que deu parecer favorável a uma ação apresentada no último dia 27 pedindo o cancelamento da legenda. Especialistas em Direito Eleitoral avaliam que o Partido dos Trabalhadores poderá sim, perder o registro na Justiça Eleitoral e, conseqüentemente, ser extinto se ficar comprovado que a legenda recebeu recursos de origem estrangeira ou que o suposto caixa 2 pagou contas da agremiação.

 

Incêndio em barracão

Um incêndio ocorrido na noite de ontem no barracão da Associação de Catadores Ação Reciclar, no bairro Philadelphia, na zona leste da cidade, destruiu um caminhão e uma empilhadeira. O Corpo de Bombeiros foi acionado pelos moradores da região, foi ao local e apagou o fogo. O presidente da associação, Luiz Antonio Oliveira, que avalia um prejuízo em torno de R$120 mil, acredita em ação criminosa, uma vez que foram encontradas manchas de sangue no local, que, segundo ele, é invadido constantemente por usuários de drogas.

Primeiro round

 

“Eles não perdem por esperar”, a declaração do ex-prefeito Luiz Antonio Batista, líder do grupo “Preocupados com Poços”, endossada pelo presidente do Republicanos, DemiltonVacarelli, soa como uma ameaça para o que vem pela frente, mas também um reconhecimento de que os tucanos, liderados pelo seu presidente Celso Donato, com ajuda do ex-prefeito Paulinho Courominas, tendo o prefeito Sérgio por trás, foi o vencedor desta primeira etapa na corrida pela sucessão municipal.

O PSDB conseguiu fechar sua chapa de candidatos à vereança, assim como o partido mais próximo, o Cidadania, e ainda manteve sobre suas asas o Democratas do vereador Pereira & Cia. que tem, sem dúvida, a melhor composição para disputa de vagas na Câmara Municipal para a próxima legislatura. Por tudo isso os tucanos é que venceram esta etapa na disputa pelo fortalecimento dos partidos com vistas a eleição de outubro.

Já o grupo “Preocupados com Poços”, baixou a guarda, se descuidou e acabou levando uma série de bolas nas costas, perdendo bons candidatos à vereança, um dos motivos foi o fato de o ex-prefeito e pré-candidato a prefeito, Geraldo Thadeu se manter longe da disputa para atrair candidatos a vereador com bom potencial de votos.

O Republicanos, do deputado Mauro Tramonte, representado pelo presidente Demilton Vacarelli e o tesoureiro Luiz Fonseca, se descuidou, achando que tudo estava dentro dos conformes e acabou perdendo bons candidatos para a disputa no legislativo. Estrilou, vez birra, ameaças de troco, mas, na verdade se esqueceu de que quem tem o poder da caneta sempre pode mais. Faz parte do jogo.

Os demais candidatos e partidos, dentro de um verdadeiro balaio de gatos não conseguiram muito sucesso após o papelão do partido Novo que acabou ficando sem candidato aos cargos majoritários, uma situação que até agora não foi bem explicada. Enquanto isso, as legendas mais à esquerda, PT, PSB e PSOL, fizeram apenas o que deles se esperava. Vão para disputa com poucas chances de vitória, a não ser que a estrela do ex-prefeito Eloisio Lourenço, brilhe mais uma vez. Competência para isso não lhe falta, até porque pode aproveitar o racha no grupo que hoje detém o poder e acabar, mais uma vez sendo adotado pelos eleitores como a terceira via desta eleição.

A corrida para a sucessão municipal está apenas começando, mas pelo visto, o pessoal do “Preocupados por Poços”, representado pelos ex-prefeitos Luiz Antonio, Geraldo Thadeu e pelo deputado Mauro Tramonte, mais o suplente de deputado Ulisses Guimarães, queimou a largada. Palmas para o “estrelinha”Celso Donato & Cia. sem esquecer que os Democratas, em silêncio, conseguiu montar a melhor chapa de candidatos à vereança e ainda tem a chance de indicar o candidato a vice do prefeito Sérgio.

Agora é aguardar as fortes emoções com a escolha dos candidatos a prefeito e vice, as convenções e em seguida a campanha. Isso tudo se  a eleição não for adiada para outra data.

 

Novas filiações

Hoje é o último dia, de acordo com o calendário eleitoral, para novas filiações em legendas partidárias. Ontem, o ex-superintendente do hospital da Santa Casa, AzerZenun Junqueira, assinou filha de filiação no PSL que ainda não decidiu qual candidato a prefeito vai apoiar. Uma decisão que cabe a Comissão Provisória.

O vereador Gustavo Bonafé deixou o PSDB e se filiou no PDT de Eduardo Junqueira Dias, pré-candidato a prefeito com apoio de Ciro Gomes, a maior estrela do partido. O jovem que está debutando na politica partidária pode ser uma das surpresas na disputa pelo comando da prefeitura.

O Democratas que tem a melhor chapa de candidatos a vereador recebe neste sábado mais um ilustre filiado. O empresário Sérgio Krisanski promete assinar ficha e se colocar à disposição do partido, até mesmo para ser indicado vice do prefeito Sérgio.

Como o blog antecipou, o ex-secretário de esportes Wellington Guimarães, (Paulista), assinou sua ficha de filiação no Democratas no final da tarde de ontem. Depois de ser disputado por diversas legendas partidárias, de ser desprezado por alguns integrantes do PSDB, principalmente vereadores candidatos à reeleição que temem perder espaço na eleição de outubro. Antes de se definir por outra legenda, Paulista conversou várias vezes com o prefeito Sérgio Azevedo, de quem é amigo particular e acabou se definindo pelo DEM, onde sempre teve um bom trânsito.

 

Cidadania segue independente

Nem a matéria feita pela Secretaria Municipal de Saúde, com direito a foto de Yula Merola, pré-candidata a prefeita pelo Cidadania, sobre cuidado com o descarte correto e adequado de máscaras descartáveis, fez com que o partido fechasse com o grupo do prefeito Sérgio Azevedo.

Ontem a tarde, o Cidadania divulgou nota informando que, ‘devido a comentários recente sobre possíveis coligações já firmadas entre o Cidadania  e outros partidos, sugerindo alianças pautadas por interesses alheios ao espírito inovador do partido’ até o momento seguia sua ‘trajetória de forma inteiramente independente e não apoia nenhum outro pré-candidato ou partido’. Mesmo sabendo que o momento é de captação de pré-candidatos a vereador, que tem até hoje para filiar-se a alguma legenda partidária caso queira sair candidato nas eleições de outubro, o Cidadania diz ainda na nota que ‘não é o momento para se falar de questões político-partidárias’ e que o foco agora é de passarmos esta crise, numa referência a pandemia do coronavírus.

Práticas condenáveis

 

Em nota divulgada na tarde de ontem, o ex-deputado Geraldo Thadeu criticou a política do ‘toma lá, dá cá’”, praticada na cidade. Segundo ele, “práticas condenáveis e nada democráticas estavam ocorrendo por parte de integrantes da administração municipal para cooptar candidatos a vereador do seu grupo com declarações mentirosas e pouco republicanas”. Na nota, Geraldo Thadeu garantiu sua filiação no Republicanos, partido pelo qual será candidato a prefeito nas eleições de outubro, falou do seu conhecimento da situação crítica da Prefeitura com repasses da ordem de R$  15 milhões do DME, da enorme dívida com fornecedores e recolhimento dos encargos sociais, das contratações que continuam, dos compromissos eleitoreiros e das promessas que estão sendo feitas em troca de apoio político e eleitoral, além da tática mesquinha usada para aliciar candidatos ao Legislativo.Geraldo garantiu estar preparado para o desafio, falou de sua vontade junto com seu grupo e que Poços merece mais.

 

Ex-prefeito apoia críticas

O ex-prefeito, Luiz Antonio Batista, que também deve se filiar hoje a um partido politico endossou as palavras de Geraldo Thadeu, postando o seguinte comentário nas redes sociais:

“É isto aí Geraldo , sempre firme  na luta em favor de Pocos.

Esta sórdida maneira de fazer política que está sendo adotado pelo Celso Donato, Presidente do PSDB, obviamente endossada pelo Prefeito, é apenas o reflexo da forma de agir destes elementos.

Nada melhor poderia ser esperado de quem por três anos e meio vem fazendo uma das mais desastrosas administrações públicas que está cidade conheceu, desprovida de transparência, e comprometimento com os recursos do município e respeito a população.

Infelizmente tive oportunidade de conviver com eles, enganado que fui pelas aparências.

Acordei em tempo e me afastei. A verdade sempre vai prevalecer”.

 

Corte nos salários

Na sessão remota realizada ontem pelos vereadores que integram a Comissão especial de Combate ao Codiv-19, o presidente da Câmara, vereador Carlos Roberto Costa disse que conversou com o prefeito Sérgio Azevedo sobre a possibilidade de reduzir os salários de ocupantes de cargos comissionados e até mesmo de servidores municipais para aliviar as contas do município, afetadas ainda mais pelos efeitos da pandemia na economia.

Até ontem, o sindicato dos servidores se mantinha omisso tanto sobre essa possibilidade, como também a respeito do decreto municipal que proibiu os servidores de continuar prestando serviço, só em casa, através do tele-trabalho.

Alívio nas contas

 

Uma boa notícia para o prefeito Sérgio Azevedo veio de Brasilia, nesta quinta-feira, o presidente da República, Jair Bolsonaro, informou a seus ministros que foi liberada a Medida Provisória do Fundo de Participação dos Estados e Municípios, para a contenção da pandemia de coronavírus. O anúncio foi feito pelo ministro da Casa Civil, Braga Netto, em entrevista coletiva no Palácio do Planalto.

Com a liberação do FPM, o Município pode ficar libre da retenção que o governo federal vem fazendo nas transferências das parcelas referentes a dívida de longo prazo e até mesmo da retenção do INSS que diz respeito ao recolhimento da parte do empregador. O assunto ainda não está claro, mas o prefeito Sérgio Azevedo espera que a informação seja verdadeira porque não é possível continuar como no ano passado quando dos R$ 85 milhões que o Município tinha direito, acabou recebendo pouco mais de R$ 10 milhões.

Esse é inclusive um dos principais motivos do aumento do déficit mensal que já bate na casa dos R$ 8 milhões, com tendência a aumentar devido aos efeitos da pandemia na arrecadação.

 

“Teste com vidas humanas”

Segundo a vereadora Maria Cecília, Ciça, na reunião remota realizada na quinta feira pela Câmara Municipal, o secretário de Saúde, Carlos Mosconi, afirmou que a liberação das feiras livres, a partir deste sábado, foi embasada em normas editadas pelo governo federal. Entretanto, diante da ausência da citação da referida norma, posteriormente ficou claro na fala do próprio secretário, que a liberação das feiras-livres será realizada apenas para “um período de teste”.

A vereadora questiona se na atual circunstância em que estamos vivendo, diante da rápida disseminação do coronavírus e da letalidade gritante da Covid-19, realmente dispomos de tempo para fazer testes.“Faremos testes com vidas humanas?’, questiona. Para ela, o isolamento é a medida mais importante para conter a propagação da doença e o deslocamento dos feirantes e da população não dá para mensurar a quantidade e o fluxo de pessoas, o que irá ocasionar exposição ao risco de contágio e a sua propagação.

 

Crise no transporte coletivo

As empresas de transporte coletivo de Campinas afirmam que o sistema poderá entrar em colapso, por causa da pandemia de Covid-19, já no dia 7, quando terão de pagar os salários dos funcionários, mas estão sem caixa para isso. Com o isolamento social, houve redução no número de passageiros transportados e queda de 70% nas receitas. Na última quarta-feira, as empresas não pagaram o vale refeição e o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários articula paralisação regional para os próximos dias.

O prefeito Jonas Donizette (PSB) disse que os impactos no transporte estão sendo sentido em todo o País e em muitas cidades a frota está parando por falta de recursos para pagar salários. Ele afirmou ainda que enviou ofício ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), pela Frente Nacional de Prefeitos presidida por ele, pedindo a criação de um programa do governo federal para auxiliar essas empresas a manter o funcionamento do serviço. O documento já está com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Prazo para mudança de partido termina hoje

 

Termina hoje o prazo para que os vereadores possam mudar de partido para concorrer a eleição majoritária ou proporcional, sem prejuízo do exercício do mandato que termina no dia 31 de dezembro.

Amanhã, dia 4, é o último prazo para que todos os partidos políticos que pretendam participar das eleições de 2020 estejam de posse do obtido registro de seus estatutos no Tribunal Superior Eleitoral.

Também amanhã, termina o prazo para que os pretensos candidatos a cargo eletivo nas eleições de 2020 tenham domicílio eleitoral na circunscrição na qual desejam concorrer e estar com a filiação deferida pelo partido, desde que o estatuto partidário não estabeleça prazo superior.

 

“Paulista” se filia no DEM

Depois de ensaiar uma filiação no PSDB e em seguida no Cidadania, partido satélite dos tucanos, o ex-secretário de esportes Welington Guimarães deve se filiar hoje no Democratas, como havia prometido para o vice-presidente Antonio Donizete Albino.

“Paulista” como é conhecido é uma das apostas do prefeito Sérgio Azevedo para conquistar uma vaga na Câmara Municipal como o vereador mais votado desta eleição.

 

Azedou o clima

Pelo menos no momento não é aconselhável reunir na mesma mesa o prefeito Sérgio, o presidente do PSDB, Celso Donato, junto com DemiltonVacarelli, presidente do Republicanos e o tesoureiro da legenda, Luiz Fonseca. E muito menos o ex-prefeito Paulinho Courominas.

Isso porque o clima azedou ontem entre tucanos e republicanos por conta de três pré-candidatos a vereador que já estavam comprometidos com o partido do deputado Mauro Tramonte e acabaram sendo convencidos a mudar de ideia e se filiar a legenda tucana.

Sobrou xingamentos por todos os lados em grupos de WhatsApp tendo como principais alvos o presidente dos tucanos e o ex-prefeitos que, “por ordem” do chefe Sérgio teriam agido nos bastidores oferecendo vantagens para que os três pré-candidatos mudassem o rumo das filiações.

Um dos principais argumentos, e que nos parece verdadeiro, foi o de que o grupo “Preocupados com Poços” não terá mesmo candidatos a cargos majoritários, ou seja, prefeito e vice. Pelo que se sabe, o ex-prefeito Geraldo Thadeu, cotado para disputar a prefeitura, não tem demonstrado entusiasmo com a candidatura, o vice Ulisses está impedido por lei de ser candidato a prefeito e o próprio líder do grupo, Luiz Antonio Batista, não deve se filiar em nenhuma legenda para não sofrer pressão mais tarde, caso não surjam outros candidatos.

A promessa dos dirigentes do Republicanos é de que haverá troco forte durante a campanha e que os tucanos se preparem para a artilharia pesada que vem por aí, porque o nível da campanha vai baixar.

Como o clima nesse momento é quente, a recomendação é de que permaneçam no isolamento para evitar não só o coronavírus, mas também que cheguem às vias de fato.

 

Prorrogação do IPTU

Mesmo com a necessidade urgente fazer caixa para manter o salário dos servidores em dia e também em funcionamento os serviços essenciais, além de medidas para combate a pandemia do coronavírus, vai ser difícil para o comando do executivo municipal deixar de prorrogar o vencimento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) devido a paralisação do comércio e serviços, assim como as indústrias.

Os carnês ainda não foram impressos e quem deseja pagar o imposto pode acessar o site oficial da prefeitura e através dele baixar o carnê para efetuar o pagamento. No entanto a grande maioria dos contribuintes, com certeza, deixará de pagar o imposto por falta de recurso, enquanto outros vão preferir aguardar o desenrolar dos efeitos da pandemia na economia.

Um dos setores mais afetados pela crise é o turismo onde a rede hoteleira passa por dificuldades pela falta de hóspedes e alguns até já fecharam as portas. Para este setor, a administração deveria estudar uma redução ou até mesmo uma anistia para o imposto este ano, tendo em vista que a retomada do movimento normal dificilmente vai acontecer no decorrer deste ano.

Ontem, o ministro do turismo anunciou que o governo irá liberar uma linha de crédito destinada ao setor, para que os empresários do ramo hoteleiro e outros segmentos do turismo possam manter o capital de giro.

Sérgio e o “estragão”

 

Mesmo em meio a correria, o prefeito Sérgio encontrou ontem, entre as mensagens do seu celular um daqueles joguinhos que prevê qual será personalidade das pessoas, dependendo do mês em que nasceu. No caso do prefeito que nasceu em dezembro, a sua planta é o “estragão”, uma planta medicinal, que pode ser usada como erva aromática por ter um sabor delicado como o do anis, sendo também útil para fazer remédios caseiros.

Segundo as características da sua personalidade, “trata-se de um excelente líder, porque é quase impossível enganá-lo. Não há lugar na vida do Sérgio para pessoas dramáticas. Ele raramente guarda rancor, mas é quase impossível recuperar a confiança dele depois que você a perdeu”.

Por entender que sua personalidade é mesmo desse jeito, o prefeito decidiu postá-la em sua página pessoal. Com certeza, o recado tem endereço certo e a carapuça o tamanho ideal para servir em muitas cabeças. Lembrando que ele não é do tipo que guarda ódio em geladeira. Huummm!!!

 

Reforçando o clima

E nessa de reforçar o time para as próximas eleições, o ex-prefeito Eloisio do Carmo Lourenço, convidou o ex-superintendente do hospital da Santa Casa, AzerZenun Junqueira, para se filiar no PSB e quem sabe se candidatar a uma vaga no legislativo, até mesmo para compor a sua chapa como vice. Nesse caso, o principal tema da campanha a ser defendido pela dupla seria aa melhorias na saúde, uma vez que ambos têm profundo conhecimento do setor.

 

Preços nos supermercados

O presidente do sindicato do comércio varejista, Márcio de Oliveira, que é proprietário dos supermercados Supervale, gravou ontem vídeo e postou nas redes sociais, chamando a atenção dos consumidores para que evitem fazer estoque de alimentos em casa porque essa prática pode acabar encarecendo os produtos. No alto da página, à direita, estamos publicando vídeo com a mesma recomendação, pela Associação Mineira dos Supermercados.

 

Evolução de mortes

No dia 31 de março o vereador Paulo Tadeu apresentou pedido de informações sobre óbitos em Poços de Caldas para saber a evolução nos últimos 45 dias. O objetivo, segundo ele, é procurar compreender a situação de eventuais subnotificações de doenças respiratórias na cidade.

A Sociedade Brasileira de Saúde da Família, que representa quase 50 mil trabalhadores do programa Saúde da Família,segundo ele, estima que a subnotificação, ou seja, a notificação de números menores de casos de coronavírus no Brasil é gigante em função das informações que recebe de seus associados. Paulo Tadeu disse que isto explica do porque os outros países estarem pedindo aos seus cidadãos para deixarem o Brasil, por possuírem informações que nós, simples mortais, não temos.

 

Salto na atualização

De acordo com Paulo Tadeu, um dia após seu pedido de informações a prefeitura atualizou os dados com um salto de quase 200% no número de casos suspeitos em Poços em apenas 3 dias. ‘A explicação que a prefeitura está dando é que há um problema no sistema do Estado, o que não procede. O município tem aqui os seus dados e poderia dar as informações, ainda de que maneira preliminar, não há razão para não tê-las feito’, destacou.

Tranquilizando a população

 

O secretário de Saúde, Carlos Mosconi, voltou a usar as redes sociais ontem para tranquilizar a população quanto as medidas que o município vem tomando para conter o avanço do coronavírus. ‘É um momento grave, mas as coisas estão caminhando com segurança, equilíbrio e o povo tem entendido que as medidas estão sedo tomadas em seu benefício e a grande maioria tem permanecido dentro de casa’, destacou, renovando o apelo para que assim permaneçam neste momento.

 

Aumento dos casos suspeitos

Explicando sobre o fato dos casos suspeitos terem quase que triplicado de sexta-feira para anteontem, Mosconi informou que o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde, em comum acordo e junto com os municípios, resolveram fazer uma mudança no critério técnico de contagem e esta mudança demorou certo tempo, cerca de três dias.

Além disto, sob o ponto de vista médico, também houve uma mudança, porque até então os suspeitos eram os pacientes que vinham do exterior e que procuravam o sistema de saúde e eram mantidos em quarentena em casa, mesmo sem sintomas. Hoje a transmissão é comunitária no Brasil, a pessoa não precisa ter chegado do exterior, se estiver com sintomas leves de gripe e procurar o sistema de saúde, é considerada suspeita.

 

Mais dois casos

Segundo informações divulgadas no início da noite de ontem pela TV Plan, dois idosos de 67 e 72 anos estão em estado grave internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com suspeita de Coronavírus, em dois hospitais da cidade. De acordo com a diretora do Hospital Poços de Caldas, Dra. Jaqueline Quintanilha Brucho, os pacientes viajaram juntos para Cancún no Caribe em um cruzeiro. Eles retornaram para Poços no início do mês de março e apresentaram sintomas da doença.

A diretora disse que o homem de 67 anos está internado na unidade há 8 dias e nesta quinta-feira (2) houve uma piora no quadro de saúde do paciente. Ele foi encaminhado para UTI para receber cuidados intensivos. Já o paciente de 72 anos, procurou o hospital na segunda-feira e com o agravo no estado de saúde, foi transferido para o Hospital Santa Lúcia.

Ainda conforme a Dra Jaqueline, outros três pacientes estão internados na enfermaria da unidade de saúde com a suspeita da Covid-19 e o estado de saúde desses casos é estável.

 

Manifestações contrárias

A decisão da Prefeitura em permitir com que as feiras-livres voltem a funcionar foi questionada nas redes sociais. A maioria dos internautas não aprovou a iniciativa sob alegação de se tratar de um momento delicado no combate a pandemia do coronavírus e a volta do funcionamento das feiras livres permite a aglomeração de pessoas, principalmente de idosos que são considerados do grupo de risco. Os internautas avaliam que mesmo com medidas estabelecidas aos feirantes, como uso de máscaras e higienização frequente das mãos com álcool gel, o decreto não define medidas de prevenção a serem tomadas pelo consumidor e nem tem como fiscalizar de forma adequada que isto ocorra.

Nuvens negras sobre o futuro

 

A crise por causa do isolamento social, como forma de evitar a contaminação pelo Covid-19 atinge praticamente todos os setores e um dos mais atingidos, é sem dúvida, a publicidade. Uma das primeiras providências das empresas e principalmente do comércio, que está com as portas fechadas é o corte da propaganda, até mesmo nas redes sociais. Com os cortes, jornais impressos, revistas, rádios e emissoras de tv, que já enfrentavam uma séria crise de faturamento antes mesmo da pandemia, tem a própria existência colocada em risco.

Como anunciar em veículos impressos sem nem mesmo as bancas estão abrindo? Como anunciar nas emissoras de rádio e tv se o comércio está fechado? Programas com produção independente estão sendo retirados do ar pelo mesmo motivo, falta de anunciantes.

Mesmo que a crise com a pandemia chegue ao fim em agosto, como prevê as autoridades, o setor ainda vai amargar meses para recuperar seus anunciantes, numa situação que se assemelha ao turismo. Dificilmente alguém vai programar alguma viagem até o final do ano e aí entram os hotéis onde muitos já estão com as portas fechadas por falta de hóspedes. Outros setores ligados ao turismo devem ser os últimos a se recuperar, uma previsão muito ruim para a nossa cidade onde boa parte da economia gira em torno do turismo.

E a situação pode até mesmo atrapalhar os planos da administração municipal em dar continuidade ao projeto de privatização dos pontos de passeio, cujo edital já está nas rus e a licitação em pleno andamento. Vai ser difícil encontrar algum empresário que se interesse, nesse momento, em participar da licitação, sabendo que por um bom tempo o turismo vai enfrentar grave crise com a ausência dos turistas.

Como encontrar alguém interessado em investir nos pontos de passeio e na própria recuperação do teleférico sem a perspectiva de aumento no fluxo de visitantes? Como encontrar alguma empresa que se disponha a investir milhões na modernização do teleférico e monotrilho sem um horizonte que permita enxergar retorno, pelo menos no médio prazo?

A catástrofe do Codiv-19 vai muito além das mortes cujo número de pessoas é uma incógnita, mas com certeza, será de milhares de brasileiros e entre eles muitos amigos poços-caldenses. Além de chorarmos nossos mortos, infelizmente teremos que lamentar também a falência do turismo, pelo menos por um bom tempo e justamente nessa fase, quando a administração municipal anunciava uma verdadeira “revolução” no setor com a privatização dos pontos de passeio.

 

Fazendo uso da caneta

Pelo que se ouve nos bastidores do legislativo, através de mensagens trocadas entre vereadores, a mensagem que o executivo pretende encaminhar para a Câmara, propondo um repasse extra de algumas dezenas de milhões das empresas do grupo DME para ser aplicado no combate a pandemia, não será aprovada a toque de caixa e deve permanecer um bom tempo em análise nas comissões permanentes.

Fora esse problema, a solicitação da verba por parte do executivo também encontra alguma resistência na direção das empresas, principalmente no Conselho de Administração e entre os próprios diretores das empresas.

Como o município é o acionista único das empresas de energia, a saída seria fazer o que já foi feito no passado, transferir o dinheiro com a redução do capital através de um simples decreto. Isso, além de agilizar o processo, deixaria a administração livre da pressão que certamente virá do legislativo.

 

Bastidores movimentados

As últimas horas foram de intensa movimentação nos bastidores da politica local com conversas sobre mudanças de partidos entre os pré-candidatos a vereador. Depois de sofrer pressão por parte dos vereadores Ricardo Sabino, Alvaro Cagnani e Pedro Magalhães, que andaram ameaçando deixar o partido, o PSDB voltou atrás, pelo menos até amanhã, na filiação dos ex-secretários Welington Guimarães (esportes) e Luzia Martins (promoção social).

O ex-titular da pasta de esportes que também negociava filiação com os Democratas decidiu então por uma filiação no Cidadania, partido satélite dos tucanos, levando junto sua colega Luzia Martins. A partir daí começou a circular a informação que o Cidadania aceitaria as duas filiações, porém, com uma condição, que YulaMerola fosse a vice na chapa encabeçada pelo prefeito.

Aí foi a vez do pessoal do Democratas estrilar, porque não aceitam em nenhuma hipótese o rompimento do acordo que permitirá a legenda a indicação do candidato a vice-prefeito. Resumo da ópera. “Paulista” (apelido de Welington) e Luzia decidiram aguardar até amanhã, sexta-feira, para decidir em qual partido irão se filiar.

Os Democratas reclamaram também da exigência da direção do PSDB em filiar Marlene Silva, esposa do diretor do DMAE, Paulinho Courominas na legenda tucana. Era já tinha se comprometido a integrar a chapa do DEM. Pelos lados do grupo Preocupados com Poços, a bronca é contra o ex-prefeito Paulinho Courominas que depois de algumas conversas conseguiu “roubar” pelo menos três pré-candidatos a vereança que tinham se comprometido com o grupo.

 

Aumento dos casos gera apreensão

O aumento significativo dos casos suspeitos de contaminação pelo coronavírus, em Poços de Caldas, segundo aponta o boletim divulgado ontem pela secretaria Estadual de Saúde, acendeu a luz vermelha no comando da administração e, principalmente, nos responsáveis pelo setor de saúde no município.

Para analisar o problema e discutir possíveis motivos para o aumento dos casos, representantes dos hospitais e o secretário municipal de saúde foram convidados a participar esta tarde da sessão remota da comissão especial criada pela Câmara para acompanhar os efeitos da pandemia na cidade.

 

Enroscado

Uma outra coisa que deve enroscar nesta época de pandemia (e depois dela) é a venda do Complexo Santa Cruz. Se a venda do elefante branco já estava difícil antes, com a falta de documentação para o comprador, imagine agora, com mais este problema do Codiv-19 que vai paralisar a economia por um bom tempo.

Se a gente soubesse que esse tal de coronavírus causaria todo esse tumulto, teríamos apoiado o ex-prefeito Eloisio na sua tentativa de transferir todo complexo para uma empresa privada que construiria ali um prédio com vários andares para depois transformá-lo em Centro Administrativo Municipal para abrigar todas as repartições da prefeitura, até mesmo as sedes do DME e DMAE.

O negócio não deu certo e assim como o monotrilho, agora a edificação ficou ali, abandonada, sujeita a vir abaixo de uma hora para outra, e o que é pior, podendo causar vítimas.

 

Menos mal…

Pelo menos nessa fase em que o isolamento social é recomendação das autoridades ligadas à área da saúde, uma coisa melhorou, o trânsito na área central e em todas as suas vias de acesso, a começar pelas avenidas João Pinheiro, Francisco Salles e Santo Antonio. Não dá nem para sentir a necessidade de abertura das vias estruturais programadas no Plano Diretor para as zonas leste e zona oeste.

Enroscado

 

Uma outra coisa que deve enroscar nesta época de pandemia (e depois dela) é a venda do Complexo Santa Cruz. Se a venda do elefante branco já estava difícil antes, com a falta de documentação para o comprador, imagine agora, com mais este problema do Codiv-19 que vai paralisar a economia por um bom tempo.

Se a gente soubesse que esse tal de coronavírus causaria todo esse tumulto, teríamos apoiado o ex-prefeito Eloisio na sua tentativa de transferir todo complexo para uma empresa privada que construiria ali um prédio com vários andares para depois transformá-lo em Centro Administrativo Municipal para abrigar todas as repartições da prefeitura, até mesmo as sedes do DME e DMAE.

O negócio não deu certo e assim como o monotrilho, agora a edificação ficou ali, abandonada, sujeita a vir abaixo de uma hora para outra, e o que é pior, podendo causar vítimas.

 

Menos mal…

Pelo menos nessa fase em que o isolamento social é recomendação das autoridades ligadas à área da saúde, uma coisa melhorou, o trânsito na área central e em todas as suas vias de acesso, a começar pelas avenidas João Pinheiro, Francisco Salles e Santo Antonio. Não dá nem para sentir a necessidade de abertura das vias estruturais programadas no Plano Diretor para as zonas leste e zona oeste.

 

A Santa Casa precisa de você

 

 

Vereadora contrária a liberação das feiras

Em nota divulgada no início da noite de ontem, a vereadora Ciça lamentou a atitude da prefeitura em flexibilizar o funcionamento das feiras livres, no mesmo dia em que o informe epidemiológico da Secretaria Municipal apontou 182 novas notificações do coronavírus, sendo 178 casos suspeitos, 2 confirmados e 2 descartados.

“’Me preocupo demais com essa postura da administração municipal. Não contem comigo para defender essas medidas. Sempre me mantive prestativa com tudo o que vinha sendo feito, mas agora não”, disse a vereadora. Se colega Paulo Tadeu também criticou a medida, postando junto,na sua página no Facebook, uma matéria do site Brasil 247.com com o título “Cemitérios de São Paulo já enterram 30 por dia com suspeita de coronavírus”.

 

Fazendo média

A vereadora Ciça está sendo criticada também pela preocupação que tem demonstrado com os catadores e aqueles que trabalham nas cooperativas de material reciclado, propondo que o município se responsabilize pela doação de equipamentos especiais para evitar a contaminação pelo Codiv-19.

No entanto, não tem a mesma preocupação com os garis que fazem a coleta do lixo úmido e também com o pessoal da limpeza pública que continua trabalhando nas ruas sem os equipamentos exigidos pelo próprio Ministério Público.

Fechar Menu