Sobre seu desentendimento com o assessor da Câmara, na questão do projeto de uso de máscara, Tiago respondeu que foi uma situação delicada. “É a intensidade. É tudo muito corrido, tem tido muitos pedidos de urgência na Câmara, inclusive eu fiz um, onde aconteceu este episódio que me trouxe um aprendizado, que eu acho que deveria ter acontecido. Independente do resultado do projeto, a provocação da população, que foi a intenção maior do projeto, apesar de muita gente ainda não estar fazendo uso, mas eu percebi que foi considerável o aumento de pessoas usando máscaras. Fez-me entender como funciona muita coisa na Câmara, a burocracia, acho que faltou um pouco de malícia, mas foi positivo porque aprendi muito”, garantiu o vereador.