Após demissão, o elogio

Depois de chamar o então ministro da Secretaria-Geral da Presidência de mentiroso e abrir uma crise no Planalto às vésperas do envio da reforma da Previdência ao Congresso, o presidente Jair Bolsonaro oficializou a demissão de Gustavo Bebianno. O imbróglio começou no dia 12, quando Bebianno disse ter falado com o presidente acerca de denúncia sobre o caixa de campanha do PSL e foi desmentido por Carlos Bolsonaro. Ontem, o presidente destacou a “seriedade” do ex-auxiliar. (O Globo)

Fechar Menu