ANTONIO CARLOS PEREIRA

ANTONIO CARLOS PEREIRA

O presidente da Câmara, vereador Antonio Carlos Pereira, considerou “proveitoso e produtivo” o ano de 2018 para o legislativo municipal. De acordo com ele, houve muito trabalho, os vereadores foram participativos, atuantes e interessados nas questões relativas à cidade.

“Os vereadores participaram intensamente das reuniões de comissões e das inúmeras audiências públicas que promovemos relacionadas a diversos temas. Foram audiências importantíssimas com destaque para a que trata da mudança de legislação em prol do bairro Jardim Elvira Dias, que foi muito prejudicado por inúmeros prédios recentemente e a audiência onde debatemos a Guarda Mirim, e que vamos continuar atuando sobre o assunto’, afirmou.

Os trabalhos do Legislativo ainda não se encerraram.  Pereira afirmou que ainda haverá muito trabalho, uma vez que os vereadores têm que votar o orçamento de 2019 e discutir outros projetos em 2018.

O presidente da Câmara destacou outras atividades exercidas pelo Legislativo neste ano, como o programa ‘Poços em Visita’ que foi intenso com a participação de alunos de várias escolas da cidade que puderam conhecer de perto os trabalhos desenvolvido por aquela casa de leis. “Foi gratificante para nós porque estas crianças são os futuros legisladores, homens públicos que puderam aprender um pouco o trabalho da Câmara. Faço um apelo para que todos, jovens e adultos, visitem a Câmara, acompanhem as sessões, participem”, convidou.

Pereira informou que uma das novidades para 2019 é que as reuniões das comissões serão realizadas em plenário e abertas a participação popular. O objetivo, segundo ele, será o de oferecer maior visibilidade aos trabalhos que são realizados pelos vereadores.

Devido a intensidade dos trabalhos desenvolvidos pela Câmara em 2018, as solenidades de homenagens ficaram concentradas todas para o segundo semestre de 2018. “Tivemos homenagem as mulheres, aos professores, as relativas a consciência negra, entrega de títulos de cidadania poços-caldense e diplomas de honra ao mérito. As pessoas homenageadas ficam gratificadas e imensamente felizes  e isto é muito bom porque aqui na casa do povo temos que reconhecer e destacar o trabalho de várias personalidades”, defendeu, acrescentando ainda que a Câmara cedeu espaço para muitas exposições de órgãos importantes.

“Foi com muita satisfação que em 2017 retornamos aos cofres públicos R$ 8 milhões. Foi fruto de nossa ação de austeridade e respeito aos gastos públicos. Desta vez, em 2018, vamos devemos devolver um pouco mais”, garantiu sem destacar o montante.

“Não temos mais carro, não temos mais motorista e gastamos quase nada com transporte de vereador. Eu entendo que o vereador deva trabalhar a suas despensas. Não que seja proibido ir a outras cidades buscar informações, mas hoje, com a tecnologia avançada, você pode buscar informações de todas as maneiras sem sair da cidade. Os problemas na cidade são inúmeros e temos que estar atentos a nossa comunidade em todas as regiões”, defendeu o presidente.

De acordo com ele, uma série de economias e decisões, como a não implantação da TV Câmara, vai permitir este repasse de recursos da Câmara para os cofres da Prefeitura, o que vai permitir ao Executivo dinheiro para pagamentos necessários neste fim de ano.

Fechar Menu