O secretário de Desenvolvimento e Trabalho, Thiago Mariano, disse ontem que quando assumiu a pasta os números do CAGED já vinham há 8 anos em queda, porque a mineração, que é a principal atividade industrial, vinha em declínio há algum tempo. “A cidade precisa de alternativas, precisamos criar um novo ciclo de desenvolvimento. Com a pandemia, sendo Poços a segunda cidade que mais emprega no setor hoteleiro em Minas e a sétima que mais emprega nos setores de bares e restaurantes, sofreu demais com este impacto”, lembrou ele.

Para Thiago, o turismo necessariamente teve que parar suas atividades e depois retornou com as atividades reduzidas, tivemos a segunda onda que parou por mais um tempo, com isso o desemprego foi muito forte durante a pandemia. Olhando pelo lado positivo, o secretário afirmou que o plano econômico que a secretaria avançou no ano passado em parceria com o setor produtivo e com a iniciativa privada demonstra resultado. Informou que desde julho do ano passado a cidade vem em um saldo positivo, sendo que nos 3 primeiros meses de 2021 foram 580 novas vagas. “A gente vem recuperando gradativamente e com impulso das medidas que estão sendo tomadas esperamos que em breve Poços estará dentre as cidades que geram muito empregos afirmou o secretário.