Após dois anos atendendo os pacientes em uma casa na esquina da rua Assis Figueiredo com a rua Pará  há  cerca de seis meses a Associação Lenços ao Vento (ALV) se mudou para a rua  Minas Gerais, em frente a Unacon, em uma casa ampla e espaçosa que está a disposição dos  pacientes oncológicos e também da Hemodiálise.

Além dos cômodos que podem abrigar até oito pacientes e acompanhantes que vêm de fora da cidade, a Associação Lenços ao Vento distribui gratuitamente cerca de 50 refeições por dia, para pacientes e acompanhantes da Unacon e da Hemo. Essas refeições são feitas com a ajuda de doações da sociedade, além da verba arrecadada com refeições que são vendidas a baixo custo para aqueles que podem pagar.

“Além dessas refeições distribuídas gratuitamente, temos a hospedagem para o pessoal que vem fazer algum tipo de tratamento, como quimioterapia, radioterapia, etc. Nós hospedamos também acompanhantes de pessoas que ficam na UTI lá do Hospital Santa Lúcia. Eles ficam aqui também. Nós servimos o café da tarde, das 14h às 15h, para os pacientes do Cacon e da Hemodiálise. Temos psicóloga e até uma médica que dá suporte a esses pacientes. Também fazemos doação de cestas básicas, que a gente entrega todo o dia 26  e também doamos cestas verdes uma vez por semana”, conta a voluntária da ALV, Vanessa Viana Dias.

Ajuda primordial

Essa hospedagem solidária que proporciona a ALV é muito importante para quem vem acompanhar pacientes de fora da cidade, que vêm à Poços  fazer cirurgia e se tratar na Santa Casa. Esse é o caso do seu José Aparecido, que veio de longe, do norte de Minas, da cidade de São Sebastião do Maranhão, perto de Governador Valadares. Ele veio cuidar de um jovem que passou por cirurgia na Santa Casa e foi acolhido pela ALV.

“Estou aqui hospedado porque estou em Poços olhando um menino que está internado no Hospital, ele veio lá de São Sebastião do maranhão comigo para fazer uma cirurgia e está em recuperação. Se não fosse esse lugar não sei o que eu ia fazer. A gente é de muito longe, não conhece ninguém e eles nos ajudaram”, conta seu José Aparecido.

As cerca de 50 refeições doadas também fazem a diferença na vida de pacientes do Cacon e da Hemo. O seu Luiz Carlos da Silva, por exemplo, foi à sede da ALV  buscar o almoço dele  e de outros colegas de Hemodiálise.

“Esse almoço ajuda bastante, porque a gente tem que sair muito cedo de casa para poder chegar aqui. Então a gente chega, almoça e meio dia entramos na Hemo para passar a tarde fazendo o tratamento. Para nós é bom demais”, relata seu Luiz.

A Associação Lenços ao Vento fica na  Rua Minas Gerais, 60. O telefone de contato é (35) 3114-2481.