Portal de Notícias e Web Rádio 

Ao participar ontem da sessão ordinária da Câmara, nas comemorações de 59 anos da Alcoa no Brasil e especificamente em Poços de Caldas, onde a multinacional iniciou suas atividades no Brasil, o diretor de operações da empresa, Fábio Martins, afirmou que em relação as barragens da empresa, a disposição dos resíduos de bauxita, em agosto de 2022, foi concluido o filtro que marca a transição da disposição e de resíduos. A forma úmida, que seria a lama, para a forma seca.

“Este resíduo hoje é despejado de uma forma sólida e é colocado em forma de pilha. Desde de 2022 a Alcoa não gera mais resíduos que vão para as barragens, explicou.