A Câmara de Poços realizou, recentemente, adequações em seu prédio principal visando garantir melhorias na acessibilidade. A colocação de mapa tátil na entrada e no pavimento superior e a demarcação com piso tátil em todas as áreas comuns foram algumas das intervenções realizadas, oferecendo segurança e autonomia aos deficientes visuais.

Outras intervenções aconteceram como, por exemplo, a instalação de placas indicativas em Braille e alto-relevo nas entradas dos ambientes e a implantação da Sala para Atendimento Especial na recepção, permitindo, neste caso, atendimento adequado para cadeirantes, idosos e pessoas com dificuldades de locomoção, uma vez que alguns setores somente são acessíveis através de escada.

O servidor da Câmara Rodrigo Galhardi, deficiente visual desde os nove anos de idade, ressalta que oferecer acessibilidade é garantir autonomia e segurança para que a pessoa com deficiência possa se deslocar com independência e sem riscos. “A Câmara Municipal demonstra ainda mais responsabilidade ao contemplar, com a adaptação, todas as pessoas que demandam pelos seus serviços e atendimentos. Hoje, todos os cidadãos, inclusive os deficientes, podem se deslocar nas dependências do prédio e serem atendidas com igualdade. Por toda sede da Câmara há faixa tátil, mapa em alto-relevo da planta do prédio, identificação das salas com placas contendo letras ampliadas e em Braille, rampa para acesso, telefone público para deficiente auditivo e sala acessível para atendimento”, pontua.

Rodrigo afirma que, como servidor e pessoa com deficiência, sente-se plenamente contemplado. “É motivo de grande satisfação ver a preocupação da Mesa Diretora e dos demais vereadores e vereadoras em contemplar todos os segmentos de cidadãos, oferecendo igualdade de direitos. Sendo acessível, a Câmara Municipal também torna-se referência para demais órgãos públicos e instituições privadas”, diz.

O presidente da Casa, vereador Marcelo Heitor (PSC), destaca que a Câmara de Poços vem realizando melhorias ao longo dos anos. “O Legislativo tem se preocupado com essa questão e procurado, dentro do possível e a partir de sugestões dos próprios representantes de entidades, inclusive do servidor Rodrigo, realizar as melhorias necessárias. Apesar dos muitos desafios, visto que temos uma estrutura antiga, temos avançado bastante. Agora, os vereadores podem atender em um gabinete na recepção as pessoas que apresentam alguma deficiência e mobilidade reduzida, já que temos muitas escadas em nosso prédio. É um passo importante e a Câmara está sempre buscando melhorias, não só no espaço físico, mas também através dos Projetos de Lei que vão ao encontro das necessidades dos deficientes”, finaliza.