Acordo judicial

A volta às aulas na rede municipal de ensino ainda está com a data indefinida em diversas cidades mineiras, entre elas, Poços de Caldas, segundo informação do próprio prefeito. Na próxima segunda-feira, o chefe do executivo deve participar de reunião agendada pela Associação Mineira de Municípios, em Belo Horizonte, junto com prefeitos de outras cidades para tomar conhecimento de uma proposta para acordo judicial com vistas ao pagamento da dívida com os municípios (R$ 12,1 bilhão) deixada pelo ex-governador Fernando Pimentel.

A informação é que nesta mesma reunião será decidido se as prefeituras irão manter o calendário para as aulas em 2019 ou se haverá adiamento tendo em vista o fato de que o governador Romeu Zema também anda atrasando e retendo dinheiro pertencente aos municípios, deixando as prefeituras em dificuldades para cumprir com as suas obrigações.

Fechar Menu